Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da Doença de Alzheimer sintomática e assintomática em cérebros humanos post-mortem

Processo: 11/01652-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2011 - 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Helena Paula Brentani
Beneficiário:Helena Paula Brentani
Instituição-sede: A C Camargo Cancer Center. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Alzheimer  Plasticidade neuronal  Ciclo celular  Dano ao DNA  Reparo do DNA  Morte celular 

Resumo

A doença de Alzheimer (DA) é caracterizada por um declínio cognitivo progressivo associado ao acúmulo do peptídeo ²-amilóide (placas neuríticas), proteína tau hiperfosforilada (emaranhados neurofibrilares), degeneração sináptica e morte neuronal no hipocampo e em regiões corticais. Evidências recentes têm apontado que a neurodegeneração está relacionada com a ativação do ciclo celular em neurônios pós-mitóticos e que células aneuplóides podem ser resultado do processo de reentrada do ciclo celular com subsequente replicação total ou parcial do DNA de neurônios, sendo que estas células estão, potencialmente, associadas com morte neuronal. O estresse oxidativo também tem sido apontado como um importante fator na patogênese de doenças neurodegenerativas, uma vez que pode provocar danos nas moléculas de DNA, e o sistema de reparo desses danos pode estar prejudicado. Além disso, existem indivíduos que preenchem os critérios neuropatológicos da DA, mas que não apresentam déficit cognitivo (DA assintomática), sendo estes indivíduos protegidos de alguma forma (reserva cognitiva). Diante disso, ainda não está claro como o sistema nervoso se comporta frente às mesmas agressões. Portanto, esse trabalho vem com o objetivo de diferenciar - utilizando as técnicas para avaliação das expressões tanto proteica quanto gênica - indivíduos com DA sintomática, DA assintomática e indivíduos normais em relação ao ciclo celular, plasticidade sináptica, danos e reparo de DNA, morte celular e aneuploidia. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA, ADERBAL R. T.; FEIO SANTOS, ANA CECILIA; FARFEL, JOSE M.; GRINBERG, LEA T.; FERRETTI, RENATA E. L.; FROES MARQUES CAMPOS, ANTONIO HUGO JOSE; CUNHA, ISABELA WERNECK; BEGNAMI, MARIA DIRLEI; ROCHA, RAFAEL M.; CARRARO, DIRCE M.; DE BRAGANCA PEREIRA, CARLOS ALBERTO; JACOB-FILHO, WILSON; BRENTANI, HELENA. Repair of Oxidative DNA Damage, Cell-Cycle Regulation and Neuronal Death May Influence the Clinical Manifestation of Alzheimer's Disease. PLoS One, v. 9, n. 6 JUN 17 2014. Citações Web of Science: 32.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.