Busca avançada
Ano de início
Entree

Habilidades motoras, linguísticas e cognitivas de crianças prematuras e crianças nascidas a termo entre dois a três anos.

Processo: 11/08768-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Dionísia Aparecida Cusin Lamônica
Beneficiário:Dionísia Aparecida Cusin Lamônica
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Desenvolvimento da linguagem  Desenvolvimento infantil  Nascimento prematuro 

Resumo

A World Health Organization(1) define recém-nascido pré-termo ou prematuro nascidos com idade gestacional abaixo de 37 semanas e quanto ao peso baixo, são consideradas de baixo peso, aquelas nascidas vivas com peso inferior de 2.500 gramas no momento do nascimento. A prematuridade é considerada um fator de risco biológico para causar interferência no desenvolvimento típico infantil(2-4). Permeando a hipótese de que, a exposição a intercorrência da prematuridade possa levar a alterações do desenvolvimento, condição esta significativa nas fases iniciais do desenvolvimento, quando o cérebro está imaturo, tornando a criança vulnerável a eventos interferentes nos processos de aquisição de habilidades, este estudo foi delineado, com o objetivo de comparar o desempenho de crianças nascidas prematuras e típicas de idade entre dois e três anos quanto ao desempenho motor, linguístico e cognitivo e caracterizar o desempenho da linguagem receptiva e expressiva entre os grupos. Após o cumprimento dos aspectos éticos, serão avaliadas 20 crianças com prematuridade e baixo peso (PBP), 20 crianças com prematuridade extrema e muito baixo peso (PMBP) e 40 crianças nascidas a termo, com desenvolvimento típico pareadas quanto ao sexo e idade cronológica. Será realizada entrevista inicial com os responsáveis das crianças e aplicado o Inventário MacArthur de Desenvolvimento Comunicativo: Primeiras palavras e gestos. A avaliação será composta por Observação do Comportamento Comunicativo; aplicação do Teste de Vocabulário por Imagens Peabody, do Teste de Linguagem Infantil ABFW - Parte de Vocabulário e do Teste de Screening de Desenvolvimento Denver II. Será realizada avaliação psicológica, quanto ao nível intelectual, com a aplicação da Escala de Inteligência Stanford-Binet. Para os procedimentos de análise serão seguidas as normativas previstas nos manuais de cada instrumento. As avaliações serão filmadas para análise posterior. O tratamento estatístico constará de aplicação de diferentes testes, conforme a qualidade das variáveis. Desta forma, serão utilizados os seguintes testes: Teste "t" de Studant, Teste de Mann-Whitney, Teste "t" pareado, Coeficiente de correlação de Spearman e Teste de Wilcoxon. (AU)