Busca avançada
Ano de início
Entree

Plasticidade neuronal em resposta a estressores: alterações moleculares e comportamentais

Processo: 95/09500-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de agosto de 1996 - 30 de setembro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Elaine Aparecida Del Bel Belluz Guimarães
Beneficiário:Elaine Aparecida Del Bel Belluz Guimarães
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):98/10655-2 - Regulation of mice brain nadph-d nitric oxide synthase after l-noarg cronic treatment., AR.EXT
98/11364-1 - Chronic epilepsy induced by tetanus toxin but not repeated ecs induces beta-amyloid precursor protein mrna expression in the rat hippocampus., AR.EXT
98/10386-1 - No synthesis inhibition influenciates haloperidol induced catalepsy in mice., AR.BR
97/10465-6 - "social isolation increases cholecystokinin mrna in the central nervous system of rats"., PUB.ART
Bolsa(s) vinculada(s):99/08840-9 - O sistema do óxido nítrico e a lesão da substância negra - parte compacta - causada pela 6-hidroxi-dopamina, BP.MS
99/02248-0 - O sistema do oxido nitrico na resposta plastica neural apos secao do nervo facial., BP.MS
98/15433-8 - Plasticidade neuronal em resposta a estressores: alterações moleculares e comportamentais, BP.TT
+ mais bolsas vinculadas 98/15026-3 - Inducao da catalepsia em ratos por inibidores da sintese do oxido nitrico e modulacao por agentes antioxidantes., BP.IC
98/11913-5 - Formação hipocampal e estresse: análise do efeito antinociceptivo e das alterações estruturais, BP.DR
98/10654-6 - Aplicacao da escola de avaliacao locomotora de basso, beatie e bresnahan (bbb) em ratos com trauma raquimedular., BP.IC
98/04097-7 - Expressão de RNA mensageiro para receptores glutamatérgicos e proteínas precursoras de beta amilóide na injúria neuronal, BP.PD
98/01714-5 - Plasticidade neuronal em resposta a estressores: alterações moleculares e comportamentais, BP.TT
97/14458-4 - Plasticidade neuronal em resposta a estressores: alterações moleculares e comportamentais, BP.TT
96/08622-3 - Inducao da catalepsia por inibidores da sintase do oxido nitrico e modulacao pelo sistema serotonergico., BP.IC
96/08015-0 - Plasticidade neuronal em resposta a estressores: alterações moleculares e comportamentais, BP.TT - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Neurofisiologia  Plasticidade neuronal  Expressão gênica  Epilepsia  Óxido nítrico 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_519_348_349.pdf

Resumo

Plasticidade pode ser referida como a flexibilidade e mutabilidade do Sistema Nervoso Central (SNC), a qual sublinha alterações de estrutura e função ao longo do tempo, em resposta a variações ambientais. Diversos mecanismos foram definidos ao nível molecular e celular que podem produzir a médio/longo prazo, por exemplo, alterações na expressão de genes, na atividade de enzimas que sintetizam neurotransmissores, na formação de conexões neurais, contribuindo para a provável resposta plástica adaptativa. Contudo, um dos grandes desafios para os neurobiologistas continua sendo como o fenótipo de uma célula pode ser persistentemente alterado após breve exposição a um estímulo extracelular. No presente projeto pretendemos estudar modificações na expressão genes, através da detecção de proteínas e/ou neurotransmissores, em condições nas quais ocorrem diferentes graus de estimulação neuronal, correlacionando modificações celulares com parâmetros comportamentais e fisiológicos. Utilizaremos três condições para se modelar variações plásticas de longa duração no SNC: 1) a estimulação repetitiva sublimiar ou paradigma de "kindling", obtido com a injeção crônica de doses sub-convulsivantes de Pentilenotetrazol (PTZ, "kindling" químico); 2) exposição a estresses repetidos, obtido através de estresses de imobilização diários ou por isolamento social (modelos de depressão), que também tem sido propostos como uma situação que leva a alterações a longo prazo no SNC; 3) o bloqueio farmacológico do óxido nítrico (NO), composto com provável função neurotrófíca, além de neurotransmissor/neuromodulador no SNC. As abordagens utilizadas para detectar evidências de modificações plásticas neuronais serão a avaliação da expressão gênica utilizando a hibridização in situ e a imunocitoquímica, Northem e Dot Blot, analisar o conteúdo de terminais sinápticos contendo Zn++ e neurônios NO positivos. Concomitantemente serão analisados parâmetros comportamentais e fisiológicos em cada modelo animal de estudo, relacionando-os com as modificações celulares. (AU)