Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência dos hormônios sexuais sobre a expressão de moléculas de adesão na microcirculação mesentérica de ratas espontaneamente hipertensas (SHR)

Processo: 00/07908-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2000 - 30 de junho de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Maria Helena Catelli de Carvalho
Beneficiário:Maria Helena Catelli de Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endotélio vascular  Hipertensão  Hormônios esteroides gonadais  Moléculas de adesão celular 

Resumo

Endotélio é a estrutura mais importante para a comunicação entre corrente sangüínea e parede vascular proporcionando a homeostase do vaso. Dentre as funções do endotélio estão secreta r substâncias vasoativas como fatores constritores e relaxantes derivados do endotélio e expressar moléculas de adesão. O comprometimento do endotélio por doenças cardiovasculares como hipertensão arterial e hiperlipidemia, altera a resistência microvascular por promover desequilíbrio da produção destes fatores. Ratos espontaneamente hipertensos (SHR) possuem significante aumento do número de leucócitos ativados e circulantes, e ainda expressão de moléculas de adesão alterada, levando a aumento da adesividade dessas células ao endotélio. Dados clínicos e experimentais demonstram que nas fêmeas em idade fértil, a incidência e a gravidade de doenças cardiovasculares, como aterosclerose e hipertensão arterial, são menores do que em machos da mesma idade. Entretanto essa proteção cardiovascular diminui na pós-menopausa. Este fato sugere que a diminuição dos hormônios sexuais femininos participam da gênese e/ou desenvolvimento destas doenças. Estudos indicam que o estrógeno age sobre a migração celular e expressão de moléculas de adesão interferindo ainda na produção de óxido nítrico pelas células endoteliais. Entretanto, não existe na literatura estudo que vincule hipertensão arterial, hormônio sexuais, comportamento celular e expressão de moléculas de adesão concomitantemente. O objetivo deste trabalho será estudar a influência dos hormônios sexuais femininos na expressão de moléculas de adesão pelas células endoteliais e leucócitos em ratas SHR e Wistar, com e sem reposição de hormônios gonadais, através da observação do comportamento das células sangüíneas estudadas em microvasos in vivo-in situ, e de métodos imunohistoquímicos. (AU)