Busca avançada
Ano de início
Entree

Oxidação de proteínas e atividade antioxidante da enzima 'Thiol Specific Antioxidant' (TSA)

Processo: 95/09710-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de dezembro de 1996 - 30 de junho de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Luis Eduardo Soares Netto
Beneficiário:Luis Eduardo Soares Netto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):02/02999-0 - Role of citosolic thioredoxin peroxidase in the antioxidante defense of yeast with dysfunctional mitochondria, AR.EXT
00/06491-6 - Catalases and thioredoxin peroxidase protect Saccharomyces Cerevisiae against Ca2+ -induced mitochondrial membrane permeabilization and cell death, AR.EXT
98/09903-1 - Regulation of the thioredoxin peroxidase gene in yeast, AR.BR
Bolsa(s) vinculada(s):02/04470-7 - Caracterização da atividade e da função biológica de Ohr (organic hydroperoxide resistance) em Xylella Fastidiosa, BP.IC
01/08832-8 - Investigação em escala genômica do reparo de lesões oxidativas em leveduras, BP.MS
01/13747-0 - Regulação da expressão e caracterização de tiorredoxina peroxidase mitocondrial, BP.DD
+ mais bolsas vinculadas 00/12583-0 - Regulação da expressão e caracterização de tiorredoxina peroxidase mitocondrial, BP.MS
00/12588-2 - Processo de glutatiolizacao como modulador da atividade proteica, BP.PD
00/04194-4 - Oxidação de proteínas e atividade antioxidante de TSA, BP.TT
00/01414-3 - Função e regulação de um possível gene antioxidante em Saccharomyces Cerevisiae, BP.IC
99/05739-5 - Regulação e caracterização de um possível gene antioxidante homólogo a tioredoxina peroxidase (tpx1), BP.IC
99/06150-5 - Caracterização da influência do estado funcional da mitocôndria na expressão do gene TSA1 em Saccharomyces cerevisae, BP.DR
98/02219-8 - Oxidação de proteínas e atividade antioxidante da enzima Thiol Specific Antioxidant (TSA), BP.TT
97/14204-2 - Envolvimento da enzima antioxidante Thiol Specific Antioxidant (TSA) na resposta adaptativa de leveduras ao estresse oxidativo, estudo da regulação da expressão do gene para TSA, BP.MS
97/05343-9 - Envolvimento da enzima antioxidante específica para tióis (TSA) nas respostas adaptativas de Saccharomyces cerevisae a diferentes situações de estresse, BP.AP
96/11803-0 - Oxidação de proteínas e atividade antioxidante da enzima thiol specific antioxidant (TSA), BP.JP - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Proteínas  Oxidação  Peroxidase  Radicais livres  Leveduras 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_105_112_112.pdf

Resumo

A oxidação de proteínas por radicais livres tem sido associada a vários processos patológicos como carcinogênese, envelhecimento e arterioesclerose. Thiol-specificantioxidant (TSA) é uma proteína antioxidante recentemente isolada de Saccharomyces cerevisae, cuja sequência de aminoácidos apresenta homologia com proteínas de diferentes grupos taxonômicos (bactérias, plantas e animais). Este projeto de pesquisa visa estudar diferentes tópicos relacionados com a atividade antioxidante de TSA e com a alteração de proteínas por radicais livres gerados em reações catalisadas por metais. Estudos realizados durante o meu programa de pós-doutorado no NIH demonstraram que as propriedades antioxidantes de TSA se devem ao fato de essa proteína possuir uma atividade peroxidática dependente de tiol. Pretende-se caracterizar essa atividade enzimática de TSA, determinando intermediários envolvidos no ciclo catalítico e os centros reativos da enzima. A maioria dos estudos realizados com TSA foi feita em sistemas enzimáticos. Para obter informações sobre a função celular de TSA, serão comparadas as linhagens selvagem e mutante de Saccharomyces cerevisae, cujo gene para TSA foi interrompido. Serão medidas taxas de crescimento, formação de 8-oxoguanina e H2O2 intracelular como índices de estresse oxidativo nas duas linhagens de levedura. Em relação à oxidação de proteínas por radicais livres, pretende-se obter provas mais definitivas de que a inativação de glutamina sintetase por sistemas oxidantes catalisados por metais se dá por um processo sítio-específico. O dano sítio-específico é um processo no qual espécies reativas como radical hidroxila são gerados por metais de transição complexados a biomoléculas. Dessa forma, essas espécies induzem dano proximamente ao local em que foram geradas. EDT A protege enzimas contra a inativação por remover metais complexados a proteínas, apesar de acelerar a formação de radicais livres durante a oxidação de tióis e ascorbato. Verificar-se-á se glutamina sintetase pode ser oxidada por reações catalisadas pelo complexo EDT A-Fe+3. E, ainda, a possibilidade de que 2-metil-histidina seja formada durante a interação de histidina com radicais metil. 2-metil-histidina poderá ser usada como marcadora da modificação de proteínas por radicais de carbono. (AU)