Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da eliminação de cafeína em eqüinos da raça puro sangue inglês submetidos ou não a acidose induzida por ácido ascórbico, comparação entre os métodos de quantificação com cromatografia a gás e teste ELISA

Processo: 00/08187-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2000 - 31 de agosto de 2002
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Antonio de Queiroz Neto
Beneficiário:Antonio de Queiroz Neto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):00/10307-6 - Estudo da eliminação de cafeína em equinos da raça Puro Sangue Inglês submetidos ou não a acidose induzida por ácido ascórbico: comparação entre métodos de quantificação com cromatografia a gás e teste ELISA, BP.TT
Assunto(s):Equinos  Cafeína  Doping nos esportes  Cromatografia a gás  Técnicas imunológicas em animais  ELISA em animal 

Resumo

Atualmente a cafeína é um dos principais fármacos estimulantes utilizados em competições, seja em humanos ou animais. Em vista disto, pretende-se, neste estudo, quantificar a substância em plasma, urina e saliva eqüina, pelo teste ELISA, comparando os resultados encontrados com aqueles obtidos por cromatografia a gás, visando encontrar um método mais rápido e econômico. Para isso, colher-se-á amostras de 10 animais, os quais participarão de dois grupos: animais controle, e após acidose induzida por injeção intravenosa de ácido ascórbico, para obter-se acidose semelhante àquela obtida após exercício extenuante, e que pode alterar a concentração de cafeína eliminada pela urina. A quantificação destas amostras expressará a curva de eliminação do fármaco nas diferentes matrizes e possibilitará a verificação da acuidade do teste imunoenzimático citado, na quantificação de cafeína em material biológico nas duas condições citadas. (AU)