Busca avançada
Ano de início
Entree

Depressões: eixo narcísico e recusa: uma abordagem psicanalítica em espaços terapêuticos psiquiátricos

Resumo

A depressão e os estados depressivos permeiam os quadros clínicos da neurose e da psicose. Porém, a comparação com o estudo psicanalítico de outros estados mentais, como a angústia e a ansiedade, aponta para o lugar restrito do estudo da depressão na investigação psicanalítica. O aumento deste quadro clínico na população [mais de 20% na Europa (WIDIÖCHER, 1983) e 6% e 12% em homens e mulheres, respectivamente, nos EUA [...] e a grande demanda de um tratamento psiquiátrico por parte de pacientes deprimidos nos incentivou a propor um projeto de pesquisa que não só aborde psicanaliticamente a depressão ao longo de um dos eixos principais da constituição psíquica - o narcisismo - mas também que focalize um dos mecanismos ou operadores centrais nesta constituição - a recusa. Embora a orientação psicanalítica aqui referida, relacione-se basicamente com a corrente francesa do freudismo, estaremos abertos também as preciosas contribuições de outras escolas, em particular, a inglesa, de Klein-Bion e Winnicott. Em psicanálise, o tratamento e a investigação são indistinguíveis de ponto de vista operacional. Este isomorfismo, peculiar à psicanálise, fornece os substantivos para a pesquisa psicopatológica e psicoterápica psicanalítica. Um atendimento psicoterápico - nos moldes terapêutico traçados pela instituição - de uma pequena amostra de pacientes com depressões depuradas (conforme o diagnóstico psiquiátrico) e uma supervisão horizontal junto a outros terapeutas que atendem pacientes com a mesma doença afetiva, nos possibilitará aprofundar nossos objetivos acerca da investigação psicopatológica das depressões além de permitir medir o resultado terapêutico que esta escuta pode trazer para esses pacientes. Propomos um projeto de pesquisa em psicanálise que pode servir de ponte de interlocução e colaboração entre dois centros emergentes: o Laboratório de Psicopatologia Fundamental, criado pelo Dr. Manoel Tosta Berlinck no Núcleo de Psicanálise do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica da PUC- SP, e um espaço psiquiátrico ambulatorial e universitário que procura renovar e integrar projetos psicoterápicos, entre eles, orientação psicanalítica (Departamentos de Psiquiatria do Hospital Santa Casa ou da Escola Paulista de Medicina ou da Escola de Medicina da USP). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DELOUYA‚ D. A depressão na economia dos processos de diferenciação e integração psíquica. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, v. 4, n. 1, p. 51-75, 2001.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.