Busca avançada
Ano de início
Entree

Aquisição de livros para biblioteca do Instituto Butantan

Processo: 05/03877-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Infra-estrutura - Faplivros
Vigência: 01 de maio de 2006 - 30 de novembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Ida Sigueko Sano Martins
Beneficiário:Ida Sigueko Sano Martins
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Recursos para a pesquisa  Infraestrutura  Aquisição de materiais  Bibliotecas especializadas  Livros 

Resumo

O Instituto Butantan é um centro de pesquisas biomédicas que abrange as seguintes áreas: Divisão de Desenvolvimento Tecnológico e Produção: É responsável pela produção de mais de 80% do total de imunobiológicos e vacinas consumidos a nível nacional, produzido de acordo com as Boas Práticas de Fabricação. Associada a estas atividades, há um Centro de Biotecnologia que se prepara para os desafios do futuro desenvolvendo paralelamente projetos de pesquisa básica. As ferramentas de biologia molecular têm sido a base desses projetos, como no desenvolvimento de vacinas (recombinante contra Hepatite B) e biofármacos recombinantes produzidos em E. coli e BCG. Além disso, este centro tem participado em programas de seguenciamento genômico que poderá gerar novas vacinas. Divisão de Desenvolvimento Científico: O Instituto possui 14 laboratórios abrangendo pesquisas na área de herpetologia, imunologia, virologia, microbiologia, farmacologia, fisiopatologa, bioquímica, biologia celular, genética e parasitologia. Além disso possui um hospital de referência nacional em tratamento de acidentes por animais peçonhentos. A atuação multidisciplinar tem feito do Instituto Butantan um centro de pesquisa que gera conhecimentos de interesse mundial e que tem se destacado pela crescente qualidade dos trabalhos científicos. Divisão de Desenvolvimento Cultural: esta divisão tem suas atividades baseadas em educação, divulgação, pesquisa, museologia e documentação, desenvolvendo projetos que servem de interface entre a comunidade e o conhecimento científico gerado pelo Instituto, o que é feito através dos seus Museus, Biblioteca e atividades de ensino e divulgação. Esta divisão fornece suporte a programas de saúde pública aos professores, aos alunos dos níveis fundamental e médio e a população. Dentro dessa divisão temos a Biblioteca que possui várias obras importantes e raras que marcam a história das epidemias do Brasil e do desenvolvimento de imunobiológicos e vacinas. Obras mais recentes foram adquiridas através dos últimos projetos FAP-livros da FAPESP. Estas aquisições são de suma importância, tendo em vista a frequência cada vez maior de estudantes de nível básico a nível universitário, além dos pesquisadores de todas as áreas de conhecimento que utilizam livros para reforçarem os conceitos básicos e/ou específicos importantes que as revistas científicas normalmente não fornecem.O Instituto possui também um Centro de Toxinologia Aplicada cujo objetivo é desenvolver uma pesquisa multidisciplinar sobre toxinas animais e de microorganismos, disseminar esse conhecimento na sociedade e aplicá-lo na geração de produtos em parceria com a iniciativa privada. Para complementar esse complexo centro de pesquisa, produção e desenvolvimento, há um Biotério Central que dá suporte para todas essas áreas do Instituto. E, para completar ainda o conceito global de um Instituto de pesquisa, recentemente foi criado um Lab. Especial História da Ciência que tenta resgatar e preservar a história dessa importante instituição.Assim, o Instituto com esta característica multidisciplinar, não poderia deixar de aproveitar a oportunidade de prover a Biblioteca com livros atualizados em muitas áreas de conhecimento específicos e outras mais básicas. É oportuno salientar que atualmente,além dos pesquisadores pertencentes ao quadro de funcionários do Instituto, há um contingente importante de alunos de graduação, de aperfeiçoamento e de pós-graduação, gerando conhecimentos com suporte de programas de iniciação científica PIBIC/CNPq, Fundap e de pós-graduação com bolsas de várias agencias de fomento. É dispensável justificar a importância de livros no cotidiano de um Instituto que tem por atribuição gerar conhecimentos e produtos, além de formar e aperfeiçoar novos profissionais na área da saúde. (AU)