Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais

Processo: 11/50146-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Temático
Vigência: 01 de janeiro de 2012 - 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Miguel Trefaut Urbano Rodrigues
Beneficiário:Miguel Trefaut Urbano Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Yatiyo Yonenaga Yassuda
Auxílios(s) vinculado(s):17/14839-3 - XI Congreso Latinoamericano de Herpetología, AR.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):18/17410-0 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, BP.TT
18/02544-1 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, BP.TT
17/15025-0 - Sistemática do gênero Phyllodytes Wagler, 1830 (Anura: Hylidae: Lophyohylinae), com base em caracteres morfológicos e moleculares, e filogeografia de p. luteolus (Wied, 1824), BP.DR
+ mais bolsas vinculadas 17/20070-4 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, BP.TT
16/03146-4 - Revelando relações geográficas, ecológicas e evolutivas de um complexo neotropical de espécies de lagartos unissexuais do gênero Leposoma (Squamata: Gymnophthalmidae) por meio de modelos de nicho ecológico, BP.PD
15/26746-4 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, BP.TT
15/12841-5 - Caracterização química de secreções epidérmicas, cloacais e de glândulas pré-anais e femorais das espécies brasileiras de lagartos da família Teiidae (Squamata), BP.DR
15/01839-0 - Filogeografia de Gymnodactylus do grupo darwinii da Mata Atlântica (Squamata: Gekkota: Phyllodactylidae), BP.PD
14/24431-3 - Filogenia e revisão sistemática das espécies de Bothrops do grupo jararacussu (Squamata, Crotalinae) e filogeografia de B. jararacussu Lacerda, 1884, com teste de hipóteses biogeográficas para a existência de contato florestal pretérito Amazônia-Mata Atlântica, BP.DR
14/17193-9 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, BP.TT
14/12010-3 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, BP.TT
13/22477-3 - Hibridização e mecanismos de isolamento reprodutivo de lagartos da Mata Atlântica, BP.PD
13/20188-4 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, BP.TT
13/07239-9 - Bolsa de treinamento técnico 3 (TT3) concedida como cota de bolsa orçamentária do projeto 2011/50146-6 intitulado Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, BP.TT
13/00218-6 - Bolsa de treinamento técnico 3 (TT3) concedida como cota de bolsa orçamentária do projeto 2011/50146-6 intitulado "filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais", BP.TT
12/21213-0 - Revisão de Bothrops bilineata (serpentes, Viperidae) com base em caracteres morfológicos e moleculares, BP.MS
12/15754-8 - Consequências ecogeográficas da evolução do morfotipo serpentiforme em Squamata, BP.PD
12/01319-8 - Evolução dos mecanismos de desenvolvimento envolvidos com a redução dos membros em Squamata, BP.PD
12/10163-1 - Filogenia e sistemática dos lagartos do gênero Leposoma GR. parietale (Squamata: Gymnophthalmidae), com base em caracteres morfológicos e moleculares, BP.DR
12/02212-2 - Taxonomia, sistemática e filogenia do grupo de Cnemidophorus lemniscatus (Squamata: Teiidae), em base a caracteres morfológicos e moleculares, BP.PD
12/09463-0 - Diferenciação molecular e variação morfológica em lagartos microteídeos da tribo iphisiini (Squamata, Gymnophthalmidae), BP.DR
12/00492-8 - Filogenia da família Gymnophthlamidae (Squamata: Teiioidea) baseada em caracteres morfológicos, BP.PD
12/00547-7 - Sistemática e taxonomia de Erythrolamprus Boie (serpentes, Xenodontinae) com base em caracteres mofológicos e moleculares, BP.PD
09/54300-0 - Estudos de citogenética comparativa e de sistemática filogenética em roedores da tribo Akodontini (Cricetidae, Sigmodontinae): o que pode ser revelado na era da citogenômica?, BP.PD
08/56444-6 - Diversidade genética em espécies unissexuais e bissexuais de Cnemidophorus do grupo ocellifer (teiinae) e caracterização estrutural da proteína MOS nos Squamata, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Evolução animal  Filogenia  Filogeografia  Anfíbios  Répteis 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Brazilian_biodiversity...future_7jBzfQW_41_42.pdf

Resumo

Análises recentes de endemismo e níveis de ameaça antrópica identificaram regiões-alvo para a conservação, os chamados "hotspots". Entretanto, nosso conhecimento acerca da distribuição da biodiversidade em cada uma dessas áreas, bem como dos fatores que a originaram são escassos. Tal deficiência limita nosso poder de conservação face às rápidas mudanças ambientais causadas pelo homem. Uma das vertentes deste projeto visa estudar o papel das flutuações climáticas do Pleistoceno sobre a riqueza da herpetofauna e os níveis de diversidade genética de anuros e lagartos de regiões elevadas e de baixada da Mata Atlântica. Utilizando técnicas de modelagem de nicho ecológico acopladas ao estudo filogeográfico o projeto irá documentar padrões de diversidade de espécies numa região particularmente pouco estudada, altamente ameaçada e megadiversa e terá importantes aplicações para a conservação do pouco que resta dessa área. Em outra vertente estudamos o papel das montanhas como áreas favorecendo a diversificação adaptativa da herpetofauna, seja atuando como refúgios para espécies de climas frios durante fases quentes, seja como cenários para especiação ecogeográfica. Sob enfoque morfológico, cariotípico, taxonômico, filogenético e filogeográfico, dá-se prosseguimento ao trabalho com táxons de répteis e anfíbios dos vários ecossistemas brasileiros, recolhendo subsídios para melhor compreender sua evolução e a história biogeográfica do continente. Em um caso procura-se estudar a filogeográfia comparada de uma linhagem de lagartos sul-americanos sua equivalente ecológica africana com base em dados moleculares, de modo a procurar estabelecer correlações intercontinentais sobre sua história e origem. As coletas realizadas em áreas pouco ou ainda não amostradas no estado e no país permitirão aprimorar o conhecimento sobre nossa biodiversidade, descrevendo espécies ainda não conhecidas e, associadas aos dados filogenéticos e filogeográficos obtidos, permitirão obter informações importantes para o delineamento de estratégias de conservação adequadas de nossa biota. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pesquisa explica como as cobras perderam os membros 
Expedições à Amazônia revelam novas espécies de sapos, lagartos, aves e plantas 
Academia Brasileira de Ciências tem novos membros 
Pós-doutorado em Sistemática de Répteis com Bolsa da FAPESP 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
A Galápagos brasileira 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.