Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunização peptídica como adjuvante ao tratamento quimioterápico em camundongos infectados intraquealmente com isolado virulento..

Processo: 06/03743-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 30 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Carlos Pelleschi Taborda
Beneficiário:Carlos Pelleschi Taborda
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Vacinação 

Resumo

A paracoccidioidomicose (PCM) é uma micose sistêmica de caráter granulomatoso causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis. Patologia que apresenta distribuição geográfica restrita a países da América Latina, apresentando maior incidência no Brasil, Venezuela, e Colômbia. Pacientes com a forma progressiva da doença requerem um tratamento prolongado, e sem garantia de sucesso, com vários relatos de recidivas da doença. Os antimicrobianos mais comuns utilizados são: sulfametoxazol/trimetropim, anfotericina B e derivados azólicos. Um peptídeo de 15 aa (P10), derivado da glicoproteína de 43kDa do P. brasiliensis é protetor contra infecção experimental em camundongos. No presente trabalho, nós analisamos o efeito sinérgico da imunização de camundongos Balb/c com P10 em associação com drogas antifúngicas no tratamento da paracocidioidomicose experimental. Uma significante redução nas unidades formadoras de colônias (UFC) dos pulmões dos animais infectados por 60 ou 120 dias, imunizados com P10 e tratados com as drogas antifúngicas foi observada. Diminuição na disseminação para outros órgãos como baço e fígado também foi detectado.Conclusão: (I) A associação entre a imunização com o P10 e o tratamento com as drogas itraconazol, e sulfametoxazol/trimetoprim no tratamento da paracoccidiodomicose experimental, levou a uma prevenção na disseminação do P. brasiliensis para outros órgãos. (II) Um significante aumento de IFN- e diminuição de IL-10 e IL-4 ocorreu nos animais tratados e imunizados com P10 (III) O uso da imunização com P10, associado ao tratamento convencional da PCM, pode levar a uma redução no tempo de tratamento. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.