Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica espacial e temporal em populações de bruquídeos (Coleoptera: Bruchidae) predadores de sementes de Mimosa bimucronata (DC) Kuntze (Mimosaceae) e seus parasitóides

Processo: 04/06737-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de abril de 2005 - 31 de outubro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marcelo Nogueira Rossi
Beneficiário:Marcelo Nogueira Rossi
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):07/58492-5 - Interações e estrutura dè redes tróficas Èm populações de bruquídeos (Coleoptera: Bruchidae) predadores dè sementes dè Mimosa bimucronata (Fabaceae: Mimosoideae) e seus parasitóides: üma abordagem teorico-e., BP.PD
07/50156-6 - Diversidade de aranhas em Mimosa bimucronata (DC), Kuntze (Fabaceae: Mimosoideae): efeito da arquitetura da planta e implicações da predação em interações tri-troficas, BP.IC
06/58173-4 - Diversidade dè bruquídeos e dinâmica espacial Èm populações de Acanthoscelides schranckiae e seus parasitóides, BP.MS
+ mais bolsas vinculadas 05/57999-3 - Efeito da predação por Acanthoscelides schrankiae (Coleoptera:Bruchidae) e de altas temperaturas na germinação de sementes de Mimosa bimucronata (DC) Kuntze (Fabaceae:Mimosoideae), BP.MS
05/59605-2 - Padrão espacial do parasitismo e distribuição espacial de Acanthoscelides schrankiae (Coleoptera: Bruchidae) em Mimosa bimucronata (DC) Kuntze (Mimosaceae), BP.IC
04/16082-7 - Dinâmica espacial e temporal em populações de bruquídeos (Coleosptera: Bruchidae) predadores de sementes de Acacia plumosa Lowe (Mimosaceae) e seus parasitoides, BP.JP - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Invertebrados  Coleoptera  Dinâmica de comunidades  Dinâmica temporal  Modelos matemáticos 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_132_126_126.pdf

Resumo

Sabe-se que os herbívoros podem influenciar a taxa de crescimento, a taxa reprodutiva e a estabilidade das populações de plantas, reduzindo assim o crescimento, florescimento, reprodução e sobrevivência das plantas, onde, geralmente, os efeitos mais severos ocorrem no desempenho reprodutivo. Diversos besouros se desenvolvem dentro das sementes, destacando-se os besouros da família Bruchidae. O presente projeto tem como objetivo estudar diversos aspectos teóricos e empíricos relacionados à dinâmica espacial e temporal de um sistema tritrófico composto por plantas de Acacia plumosa, besouros Bruchidae e seus parasitoides. Será também estudada a fenologia reprodutiva de A. plumosa, os danos causados pela predação de suas sementes e a variabilidade genética intraespecífica das populações de bruquídeos e parasitoides. A caracterização dos indivíduos de A. plumosa será feita através da medição da altura, diâmetro e número de ramificações basais. O estudo da fenologia será feito por meio de avaliação não destrutiva. O efeito da predação sobre a produção de sementes será avaliado através da contagem do número de sementes predadas por fruto. Será observada a emergência de predadores de sementes e parasitoides, avaliando-se também, para cada fruto, a matéria seca total e a matéria seca das sementes não predadas. Um novo método estatístico destinado à análise de dados espaciais [SADIE (Spatial Analysis by Distance Indices)] e uma extensão deste método serão empregados para se determinar o padrão de distribuição espacial dos bruquídeos e seus parasitoides e o grau de associação entre estas populações, respectivamente. Em seguida, a determinação da variabilidade genética intraespecífica das populações de bruquídeos e parasitoides, e sua relação com a abundância e tamanho corporal será estudada. O projeto será finalizado com a aplicação de um modelo matemático hospedeiro-parasitoide proposto por Beddington et al. (1975), bem como uma variação deste modelo. (AU)

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SIBIO, P. R.; ROSSI, M. N. Oviposition of a leaf-miner on Erythroxylum tortuosum (Erythroxylaceae) leaves: hierarchical variation of physical leaf traits. Australian Journal of Botany, v. 60, n. 2, p. 136-142, 2012. Citações Web of Science: 8.
ROSSI, MARCELO N.; DA SILVA RODRIGUES, LIGIA M.; ISHINO, MARCOS N.; KESTRING, DEBORA. Oviposition pattern and within-season spatial and temporal variation of pre-dispersal seed predation in a population of Mimosa bimucronata trees. ARTHROPOD-PLANT INTERACTIONS, v. 5, n. 3, p. 209-217, SEP 2011. Citações Web of Science: 10.
DE MENEZES, L. C. C. R.; ROSSI, M. N. Seed germination after fire: a study with a plant inhabiting non-fire-prone areas. PHYTON-INTERNATIONAL JOURNAL OF EXPERIMENTAL BOTANY, v. 80, p. 153-160, 2011. Citações Web of Science: 2.
LCCR DE MENEZES; MN ROSSI. Seed germination after fire: a study with a plant inhabiting non-fire-prone areas. Phyton (B. Aires), v. 80, n. 2, p. 153-160, Dez. 2011.
DE MENEZES, LUCIANA C. C. R.; KLEIN, JEFERSON; KESTRING, DEBORA; ROSSI, MARCELO N. Bottom-up and top-down effects in a pre-dispersal seed predation system: are non-predated seeds damaged?. BASIC AND APPLIED ECOLOGY, v. 11, n. 2, p. 126-134, 2010. Citações Web of Science: 14.
KESTRING, DEBORA; MENEZES, LUCIANA C. C. R.; TOMAZ, CAMILA A.; LIMA, GIUSEPPINA P. P.; ROSSI, MARCELO N. Relationship Among Phenolic Contents, Seed Predation, and Physical Seed Traits in Mimosa bimucronata Plants. JOURNAL OF PLANT BIOLOGY, v. 52, n. 6, p. 569-576, DEC 2009. Citações Web of Science: 12.
KESTRING, DEBORA; KLEIN, JEFERSON; CANDIDO RIBEIRO DE MENEZES, LUCIANA CRISTINA; ROSSI, MARCELO NOGUEIRA. Imbibition phases and germination response of Mimosa bimucronata (Fabaceae: Mimosoideae) to water submersion. Aquatic Botany, v. 91, n. 2, p. 105-109, AUG 2009. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.