Busca avançada
Ano de início
Entree

Psicanálise com crianças: clínica e pesquisa

Processo: 08/04092-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Rogerio Lerner
Beneficiário:Rogerio Lerner
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Epidemiologia  Metodologia da pesquisa  Psicanálise  Psicologia do desenvolvimento 

Resumo

A Pesquisa Multicêntrica de Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (fomento: FAPESP e Ministério da Saúde)articula Psicanálise, Pediatria, Nutrição, Fonoaudiologia e Psiquiatria em torno da noção de risco para o desenvolvimento. Não se trata de traduzir para a Psicanálise as diversas especialidades, almejando uma versão supostamente superior e mais bem acabada de enunciação dos fenômenos, mas de buscar expansões possíveis de pontos que encontram limitações em cada campo de origem. Pretende-se que esses indicadores sejam utilizados na Saúde, na Educação e na atenção básica.Este livro traz trechos do percurso da Pesquisa Multicêntrica. As três partes (Metodologia de Pesquisa, Avaliação Psicanalítica e Relato de Casos)correspondem a três pontos fundamentais de interrogação dos pesquisadores em torno dos quais foram ensejadas discussões em artigos, mesas redondas e debates em eventos científicos organizados por participantes da equipe de pesquisa e outros, sendo que muitos registros são acompanhados da participação dos comentadores e da platéia.O primeiro capítulo traz uma discussão entre Mario Pereira e Marie Laznik acerca da articulação entre psicanálise e pesquisa.O segundo capítulo é uma apresentação da pesquisa seguida de debate entre Cristina Kupfer, Paulina Rocha, Ana Cavalcanti, Dominique Fingermann, Ana Escobar. O terceiro traz um debate entre Christian Dunker, Rinaldo Voltolini, Alfredo Jerusalinsky acerca do tema "metodologia de pesquisa e psicanálise".O quarto capítulo traz um debate conceitual sustentado por Cristina Kupfer e Rinaldo Voltolini sobre o uso de indicadores clínicos em pesquisas de orientação psicanalítica. No quinto, Daniele Wanderley, Elizabeth Weise e Josenilda Brant propõem um exame das escalas de avaliação do desenvolvimento infantil mais usadas no Brasil. Este trabalho foi uma parte significativa do levantamento da literatura requerido para a proposição dos Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil. O sexto apresenta considerações de Alfredo Jerusalinsky acerca da Avaliação Psicanalítica de crianças de três anos - AP3, instrumento original confeccionado para avaliar aos três anos as crianças que foram submetidas aos indicadores de zero a dezoito meses, servindo de desfecho clínico para a pesquisa. No sétimo capítulo, apresenta-se o Roteiro para a Avaliação Psicanalítica de crianças de três anos - AP3, proposto por Cristina Kupfer, Alfredo Jerusalinsky, Domingos Infante, Leda Bernardino e colaboradores. Flávia Dutra, no oitavo capítulo, Leda Bernardino, no nono e Ângela Vorcaro, no décimo, discutem aspectos diversos referentes à proposição da Avaliação Psicanalítica de crianças de três anos. No décimo primeiro capítulo, Rogério Lerner propõe uma discussão sobre o relato de casos na clínica psicanalítica e em pesquisas a partir de considerações quanto a condições discursivas de cada uma.Sandra Zanetti e Cristina Kupfer, no décimo segundo capítulo, propõem um estudo comparativo do relato de casos clínicos em psicanálise. Finalmente, no décimo segundo capítulo, Ângela Vorcaro discorre acerca do que se transmite na clínica psicanalítica.Trazendo material inédito, este livro é parte da coleção Psicanálise e Infância, publicada pela Editora Escuta com a finalidade de divulgar os vários aspectos referentes à pesquisa "Leitura da constituição e da psicopatologia do laço social por meio de indicadores clínicos: uma abordagem multidisciplinar atravessada pela psicanálise" (projeto temático FAPESP no. 2003/09687-7). Tanto a pesquisa quanto a coleção são coordenadas por Maria Cristina Machado Kupfer. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.