Busca avançada
Ano de início
Entree

Molecular imaging studies in Parkinson's disease: reducing diagnostic uncertainty

Resumo

O diagnóstico da Doença de Parkinson (DP) é baseado em critérios clínicos mas o erro diagnóstico é de 25% de acordo com estudos anatomopatológicos. Desde a introdução de técnicas modernas de neuroimagem molecular usando Single-Photon Emission Computed Tomography (SPECT) e Positron Emission Tomography (PET), o diagnóstico da DP ficou mais confiável acessando-se sistemas dopaminérgicos e não dopaminérgicos. O objetivo desta revisão é revisar criticamente os dados atuais sobre neuroimagem molecular com ênfase na circuitaria nigro-estriatal fornecendo informação relevante para o manejo de casos de DP com dúvida diagnóstica. Em conclusão, pacientes com tremor essencial, psicogênico e induzido por droga podem ser diferenciados de DP em casos de dúvida diagnóstica usando neuroimagem molecular do transportador dopaminérgico (TDA). Entretanto em pacientes com parkinsonismo vascular, parkinsonismo associado a demência e parkinsonismo atípico TDA scans tem menor valia devendo-se realizar também scans com non-TDA traçadores e longo follow-up. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)