Busca avançada
Ano de início
Entree

Integração ferroviária sul-americana: por que não anda esse trem?

Resumo

O objetivo é analisar porque a infra-estrutura ferroviária sul-americana é tão pouco integrada. Pressupõe-se neste Trabalho que a inexpressiva participação ferroviária no processo de integração regional está relacionada ao tipo de desenvolvimento econômico e social realizados historicamente nos países da Região. As ferrovias sul-americanas contribuíram, até meados do século XX, para a integração tanto nacional quanto intra-regional, através da expansão de linhas férreas em âmbito nacional quanto pela construção de conexões internacionais, que serviram para aumentar a possibilidade de trânsito de passageiros, de mercadorias, animais ou pequenas expedições, na Região. No entanto, a partir da década de 1950, observa-se à desativação de parcela significativa de linhas e serviços do modal ferroviário regional, que foi submetido a um processo de "reinvenção" de seu modelo de negócios pela intervenção estatal que, após décadas de controle e readequação administrativa, acabou por, novamente, estimular a volta de investidores privados ao setor. (AU)