Busca avançada
Ano de início
Entree

Planos para o Império: os planos de viação do Segundo Reinado (1869-1889)

Processo: 10/52538-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de março de 2011 - 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Manoel Fernandes de Sousa Neto
Beneficiário:Manoel Fernandes de Sousa Neto
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ferrovias  Monarquia  Segundo reinado (1840-1889)  Estado (política) 

Resumo

Este trabalho trata dos planos de viação elaborados nos últimos vinte anos do Segundo Reinado no Brasil. Os planos foram propostos por Eduardo José de Moraes (1869), João Ramos Queiroz (1874/1882), André Pinto Rebouças (1874), Honório Bicalho (1881) e por uma comissão presidida por Antônio Maria de Oliveira Bulhões (1882). Todos os autores desses projetos eram engenheiros formados em uma tradição politécnica, atuaram profissionalmente como funcionários do estado monárquico e estavam embebidos daquele espírito do tempo que celebrava a ciência e a técnica nas exposições universais. Os planos de viação visavam modernizar a infraestrutura de transporte daquela sociedade agroexportadora e escravista, servindo como parte de um projeto maior das classes senhoriais que visava estabelecer o pleno domínio do território e o controle dos seus habitantes. Em função das condições físicas do território e dos projetos hegemônicos para aquela sociedade os planos de viação caracterizam-se por serem, além de leituras do Brasil monárquico, propostas de construção do Estado nacional. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Planos que não saíram do papel