Busca avançada
Ano de início
Entree

São Paulo, os estrangeiros e a construção da cidade

Processo: 11/07054-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Ana Lucia Duarte Lanna
Beneficiário:Ana Lucia Duarte Lanna
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/51727-4 - São Paulo: os estrangeiros e a construção da cidade, AP.TEM
Assunto(s):Estrangeiro  Imaginário  Arquitetura  Cidades  Publicações de divulgação científica  Livros 

Resumo

Esta publicação apresenta resultados de pesquisas que tratam da temática dos estrangeiros e as cidades. Os trabalhos apresentados resultam de reflexões realizadas pelos integrantes da pesquisa, financiada pela FAPESP - São Paulo: os estrangeiros e a cidade -, assim como de vários de seus interlocutores. A perspectiva que articula os diferentes textos é aquela que, ao estudar a cidade transformada desde finais do século XIX, tem como fio condutor as presenças estrangeiras, fundamentais nos processos de transformação física, demográfica, econômica, social e cultural da cidade. Presentes nas mais diversas situações, os estrangeiros não devem ser, na perspectiva da análise adotada, reduzidos aos imigrantes, ainda que a situação particular da imigração deva ser tratada. O intuito é pensar a categoria do estrangeiro de maneira mais ampla, considerando as diferentes modalidades que a constituem: grupos migrantes que se estabelecem e se fixam; viajantes ocasionais; outros que permanecem um tempo determinado na cidade. O estrangeiro será considerado em relação ao universo do trabalho: o do trabalho livre, operário e fabril (para o qual a categoria do imigrante é praticamente superposta); também o do trabalho intelectual, das práticas artesanais, das profissões liberais, da instituição de campos de saberes e profissionais, e ainda da construção de instituições públicas ou privadas. Como sabido, a condição do estrangeiro define sempre um "outro", um estranho de tipo particular: estranho e distante de modo mais geral pelo simples fato de não ter pertencido, desde o começo, ao mundo em que chega. É justamente a heterogeneidade de inserções e experiências - assim como as marcas que esses diversos estrangeiros deixaram impressas na cidade e as imagens e reflexões que produziram sobre ela - que os textos reunidos nesta publicação visam apreender e analisar. A cidade que se pretende revelar se faz compreensível pela articulação de sua materialidade, de suas redes de sociabilidade e dos processos de construção de identidades e alteridades. Ao mesmo tempo, o estrangeiro pretende ser compreendido num quadro de construção e de problematização da questão da nacionalidade como um "outro", relacionado aos diversos universos e qualificações do trabalho. Nesta perspectiva deve-se compreender a materialidade como resultante e ao mesmo tempo como vetor de redes de sociabilidade, construindo identidades e alteridades. Analisar a cidade significa refletir sobre seus territórios e lugares; seus valores e formas de uso; significados e também sobre as representações elaboradas por diversos grupos e atores sociais. Nesse sentido, os textos que integram esta publicação procuram refletir em escalas que permitam estabelecer uma correspondência direta entre espaço social e organização material da cidade. Trata-se, portanto, de recuperar processos que consigam relacionar a questão do território com as sociabilidades nele instituídas a partir da presença e da atuação dos estrangeiros. Os temas estão articulados em quatro eixos que compõem o sumário da publicação: REDES E TERRITÓRIOS ÉTNICOS (Coord. Maria Ruth Amaral de Sampaio; CONSTRUTORES DA CIDADE (Coord. Ana Lanna); TRAJETÓRIAS E OLHARES (Coord. José Lira; INTELECTUAIS, ARTISTAS E A CIDADE (Coord. Fernanda Peixoto). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pesquisa analisa presença estrangeira na construção de São Paulo 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.