Busca avançada
Ano de início
Entree

Um método para o estudo da emissão de discos de acresção em variáveis cataclísmicas

Processo: 11/08654-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2011 - 30 de novembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Pesquisador responsável:Marcos Perez Diaz
Beneficiário:Marcos Perez Diaz
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transferência radiativa  Variáveis cataclísmicas  Vento estelar  Discos de acresção  Atmosferas estelares 

Resumo

Foi desenvolvido um método de síntese espectral para modelar a emissão UV de discos de acresção de Variáveis Cataclísmicas (VCs). O disco é dividido em anéis concêntricos, com uma estrutura interna de atmosfera de disco de Wade e Hubeny. Para cada anel, uma atmosfera de vento é calculada no sistema de co-móvel usando uma estrutura vertical de velocidade obtida da solução da equação de Euler. Partindo de premissas simples, considerando a rotação e o vento, estes modelos 1D são combinados em um único modelo 2.5D do qual os espectros sintéticos são calculados. Achamos que o comportamento resultante de linha e contínuo, em função da inclinação orbital é consistente com as observações, e verificamos que a taxa de acresção afeta a temperatura do vento, levando às correspondentes tendências na intensidade das linhas no UV. Em geral, nós também encontramos que: a massa da primária tem um forte efeito sobre os perfis de absorção dos P-Cygni, os perfis de linhas de emissão são altamente sensíveis à estrutura de temperatura no vento, e que um aumento na taxa de perda de massa incrementa a intensidade das linhas ressonantes. Espectros sintéticos foram comparados com dados no UV de duas CVs tipo nova-like de alta inclinação orbital --- RW Tri e V347 Pup. Foi preciso incluir regiões do disco com perda de massa arbitrária para tentar reproduzir razoavelmente bem larguras e perfis de linha. Esse fato e a falta de fluxo em algumas linhas de alta ionização podem ser a assinatura da presença de regiões de maior densidade no vento, ou, alternativamente, pode resultar de deficiências em algumas de nossas suposições simplificadoras. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PUEBLA, RAUL E.; DIAZ, MARCOS P.; HILLIER, D. JOHN; HUBENY, IVAN. A METHOD FOR THE STUDY OF ACCRETION DISK EMISSION IN CATACLYSMIC VARIABLES. I. THE MODEL. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 736, n. 1 JUL 20 2011. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.