Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunização passiva com o anticorpo monoclonal contra uma putativa adesina de 70 kDa de Sporotrix schenckii induz proteção na esporotricose murina

Processo: 08/11457-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de março de 2009 - 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Sandro Rogerio de Almeida
Beneficiário:Sandro Rogerio de Almeida
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunização passiva  Esporotricose  Anticorpos monoclonais 

Resumo

A esporotricose é uma micose subcutânea de caráter crônico e de ampla distribuição mundial, cujo agente patogênico é o fungo dimórfico térmico Sporothrix schenckii. Esse trabalho teve como principal objetivo a caracterização da atividade biológica da glicoproteina de 70 kDa (gp70), secretado pelas células leveduriformes de S. schenckii, visando a produção de anticorpos monoclonais e estudos de imunização passiva. Para atingir tais objetivos, foi produzido um hibridoma secretor de anticorpos monoclonais contra a fração de 70 kDa, denominado de AcMo P6E7. Através de ensaios de imunização passiva, foi observado que a administração do AcMo P6E7 em camundongos BALB/c foi capaz de modificar o curso da infecção experimental por S. schenckii, protegendo esses animais contra a infecção. Através de ensaios de imunofluorescência foi verificado que a gp70 está presente na superfície das células leveduriformes e é uma adesina putativa para fibronectina e laminina. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.