Busca avançada
Ano de início
Entree

Eletrocardiógrafo associado a microcomputador de custo final entre R$ 500,00 e R$ 1.000,00

Processo: 97/07516-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de janeiro de 1998 - 30 de junho de 1998
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Engenharia Médica
Pesquisador responsável:Climério dos Santos Vieira
Beneficiário:Climério dos Santos Vieira
Empresa:Elemed Equipamentos Médico-Hospitalares Ltda. - ME
Município: Campinas
Bolsa(s) vinculada(s):98/02015-3 - Eletrocardiógrafo associado a microcomputador de custo final entre R$ 500,00 e R$ 1000,00, BP.TT
Assunto(s):Eletrocardiografia 

Resumo

Pretende-se estudar a viabilidade de se construir um eletrocardiógrafo de baixo custo para funcionar acoplado a um microcomputador. O equipamento fará uso das potencialidades de um microcomputador PC, com os componentes caros e volumosos de um eletrocardiógrafo comum (monitor de sinais e plotter de saída) sendo substituídos pela tela do computador e respectiva impressora. Deseja-se, dessa maneira, simplificar ao máximo o hardware do eletrocardiógrafo, reduzindo seu custo ao mínimo. O computador trabalhará com Windows, com uma janela para operação. Será feita também uma versão para DOS. Esse eletrocardiógrafo funcionará junto com os softwares de cadastro de pacientes, permitindo-se guardar o resultado do exame no próprio computador, junto à ficha do interessado. O equipamento será formado por uma caixa com um display de cristal líquido ou leds para monitoração do funcionamento, com os eletrodos para conexão ao paciente e um cabo de alimentação com tomada 127/ 220 vac e bateria tipo telefone celular, e mais um cabo de conexão ao PC, que controlará seu funcionamento. O software, após a medição, fará um pré-diagnóstico estatístico, comparando o resultado do exame com elementos já gravados na memória. Objetiva-se, também, que o equipamento seja usado remotamente, via internet - o paciente, em casa, fará seu exame; o médico receberá o resultado no consultório, via linha telefônica, podendo, a seguir, orientar o paciente. Pretende-se, em versões posteriores, incluir um modem sem fio (tipo pager), para que seja usado como monitor cardíaco em enfermarias e UTIs de hospitais. (AU)