Busca avançada
Ano de início
Entree

Planejamento racional de candidatos a fármacos anticancerosos

Processo: 05/58174-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Tomich de Paula da Silva
Beneficiário:Carlos Henrique Tomich de Paula da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):07/57325-8 - Planejamento e relação estrutura-atividade de inibidores da mark3 em câncer, BP.MS
07/07934-8 - Modelagem molecular, síntese e avaliação da atividade biológica de potenciais antineoplásicos com a proteína hnRNP K e culturas de células tumorais, BP.DR
07/53898-3 - Planejamento racional de ligantes do marcador mpp11/zrf1 com potenciais atividades antineoplásicas, BP.PD
07/50288-0 - Estudos de modelagem molecular do marcador mark3 e inibidores em câncer de cabeça e pescoço, BP.IC
06/57737-1 - Planejamento racional de candidatos a fármacos anticancerosos, BP.JP
Assunto(s):Química médica  Biologia computacional  Fármacos  Neoplasias  Modelagem molecular 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_84_99_99.pdf

Resumo

O projeto genoma câncer brasileiro (Projeto Genoma Humano do Câncer - PGHC), financiado pela FAPESP e pelo Instituto Ludwig de pesquisa sobre o câncer, buscou identificar os genes expressos nos tipos de câncer mais comuns no Brasil. Uma das iniciativas mais recentes e estimuladas pelo projeto genoma humano do câncer é o projeto genoma clínico, o qual visa desenvolver novas formas de diagnóstico e tratamento do câncer a partir do estudo de genes expressos. Suas metas incluem a análise da expressão gênica em neoplasias humanas e a identificação de marcadores relacionados com as fases iniciais da transformação maligna, bem como de marcadores de prognóstico que aumentam as chances de previsão da evolução do tumor. A informação estrutural dos marcadores proteicos permite a descoberta e síntese de ligantes que podem vir a se tomar potentes fármacos. Essa abordagem, em sua essência, caracteriza o planejamento racional de fármacos baseado em estrutura. Os objetivos desse projeto compreendem a aplicação de técnicas de bioinformática e modelagem molecular no planejamento de candidatos a fármacos anticancerosos, sobretudo para tumores de cabeça e pescoço, utilizando como alvos 4 marcadores proteicos com atividade em câncer de cabeça e pescoço, recém expressos e purificados, e outros que advenham do genoma clínico, ao longo desse projeto. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.