Busca avançada
Ano de início
Entree

Ideias sobre as dores da alma no Brasil entre os séculos XVI e XVIII

Resumo

Propõe-se examinar as ideias sobre as dores da alma que circularam no Brasil entre os séculos XVI e XVIII. O que representa um desdobramento original da história da Psicologia, área emergente em um centro de estudos em história da Ciência. Em geral, a dor atribuída à alma e aquela identificada no corpo era tratada como um todo integrado. Este projeto prevê o levantamento e a análise de manuais médicos, regimes de saúde, sermões, instruções e diretórios espirituais, tratados filosóficos e a correspondência epistolar que abordam a questão da dor e que foram difundidos no Brasil colonial. Objetiva-se compreender as noções de dor veiculadas nestes documentos, indagando-se por suas bases conceituais, a inserção das mesmas no próprio gênero de escrito e a circulação destas ideias. Além de uma pesquisa histórica conceitual, propõe-se uma reflexão epistemológica sobre saberes do passado que buscaram compreender as causas da dor e que legitimaram procedimentos para amenizá-Ia. Tal reflexão deverá necessariamente contribuir para a compreensão das definições de objeto, métodos e diálogos conceituais dos saberes sobre o corpo e a alma, elaborados ou pelo menos difundidos no Brasil. Deverá, com isto, permitir um aprofundamento do conhecimento sobre a história da psicologia no Brasil, considerando-a em relação à história de outras disciplinas, notadamente a história da Medicina e das Ciências da vida, da Filosofia, da Religião e da Cultura luso-brasileira e europeia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)