Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de diferentes fontes de gordura dietética sobre o metabolismo hepático, perfil hormonal e metabólico, fermentação ruminal, produção e composição do leite e desempenho reprodutivo em vacas suplementadas durante o período de transição

Processo: 06/02446-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de fevereiro de 2007 - 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Francisco Palma Rennó
Beneficiário:Francisco Palma Rennó
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bovinos leiteiros  Vacas  Eficiência reprodutiva animal  Metabolismo animal  Reprodução animal  Leite  Gorduras 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_53_78_79.pdf

Resumo

O período de transição é considerado etapa de grande importância no ciclo de produção de vacas leiteiras em função da ocorrência de variadas alterações no metabolismo e fisiologia do animal. Essas alterações, mediadas por respostas hormonais e metabólicas, são resultantes da modificação do estado fisiológico predominante, alternando de um estado gestante e não lactante para outro não-gestante e lactante, em que mudanças na alimentação e no manejo, nessa fase de produção, podem resultar em marcantes alterações no metabolismo animal, modificando o desempenho produtivo e reprodutivo durante o ciclo de produção. A literatura recente relata que, apesar de estarem sendo direcionados esforços em alguns centros de pesquisa na condução de projetos nessa área, esses estudos revelaram a necessidade de ampliar o número de projetos conduzidos na área em virtude da complexidade do tema e de sua implicação, especialmente econômica, na alimentação e manejo de vacas leiteiras no período de transição. Esse cenário destaca a necessidade, dificuldades e importância do desenvolvimento de pesquisas para o entendimento dos efeitos de alterações de alimentação e manejo no metabolismo animal, com consequente alteração da resposta produtiva e reprodutiva. No Brasil, as pesquisas nessa área são escassas, parte em razão das dificuldades experimentais relacionadas ao tema, parte pelo assunto ser relativamente recente ou ainda pela necessidade de os projetos serem desenvolvidos avaliando diferentes áreas do conhecimento, apresentando marcante multidisciplinaridade. Este projeto será conduzido nas dependências do Laboratório de Pesquisa em Bovinos de Leite (LPBL) do Departamento de Nutrição e Produção Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, no campus de Pirassununga. Serão selecionadas 36 vacas da raça holandesa, multíparas e gestantes, com parto previsto para 40 dias após o início da avaliação e fornecimento das dietas experimentais. Os animais serão avaliados durante o período pré-parto ao parto e até o 150° dia de lactação. As vacas serão alojadas em estábulo tipo free-stall, providos de alimentadores automáticos tipo calan gate, sendo ordenhadas mecanicamente duas vezes ao dia, nas dependências do LPBL. Os animais serão distribuídos aleatoriamente para receber um dos três tratamentos experimentais, sendo: 1) controle composto por uma dieta basal de aproximadamente 3% de extrato etéreo; 2) óleo de soja, composto por uma dieta com aproximadamente 6% de extrato etéreo, baseada na inclusão de 3% de óleo de soja degumado no concentrado; e 3) Megalac-E® (sabão de cálcio de óleo de soja), composto por uma dieta com aproximadamente 6% de extrato etéreo, baseada na inclusão de 3% de Megalac- E® no concentrado. Na avaliação dos efeitos das fontes de gordura dietética serão avaliados: análises bromatológicas de alimentos e sobras para avaliação do consumo de matéria seca, de nutrientes e estimativas de balanço de nutrientes; metabolismo hepático, por meio da realização de biópsias com avaliações da composição hepática e metabolismo, por meio da avaliação da capacidade peroxissomal de oxidação in vitro; metabólitos plasmáticos e perfil hormonal, avaliando a bioquímica sanguínea e concentração de hormônios, especialmente os relacionados com o metabolismo intermediário e reprodução; produção e composição do leite e perfil de ácidos graxos, para avaliação da influência das fontes de gordura dietética no metabolismo animal; avaliação do escore de condição corporal e peso corporal, indicativo de mobilização de reservas corporais; ultrassonografia ovariana e avaliação dos aspectos reprodutivos; e avaliação da utilização das dietas na digestão, avaliando a digestibilidade aparente total, a fermentação ruminal e a produção microbiana. (AU)