Busca avançada
Ano de início
Entree

Subtipagem do HIV-1 utilizando diferentes técnicas laboratoriais

Resumo

O número de casos de pessoas com AIDS continua crescendo de forma importante no mundo. O Brasil. em especial a cidade de São Paulo, apresenta alta prevalência da infecção por HIV/AIDS, o que a leva ser considerada importante sitio de triagem de vacinas anti-HIV. Uma das maiores dificuldades no desenvolvimento de uma vacina anti-HIV é a grande variabilidade genética do vírus. A diversidade viral é estudada por meio de uma região localizada no envelope viral, a região V3. O projeto proposto utiliza a seqüência da alça V3 nos ensaios sorológicos, por meio de peptídeos sintéticos representando as seqüências padrões dos subtipos. Nosso objetivo é subtipar o HIV-1 em indivíduos com diferentes fatores de risco de ensaios sorológicos, como também pelo Ensaio de Mobilidade em Heteroduplex (HMA) que utiliza plasmídeos contendo as seqüências representativas de cada subtipo, seqüenciamento gênico como padrão ouro e análise de RFLPs para diferenciar o subtipo B (GPGR - variante americana) e o subtipo B (GWGR - variante brasileira). (AU)