Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação entre os níveis séricos de IGF-1 e IGFBP-3 com o desempenho e o volume muscular em indivíduos hemiparéticos crônicos

Processo: 11/02703-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Thiago Luiz de Russo
Beneficiário:Thiago Luiz de Russo
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados:Christiane Lanatovitz Prado Medeiros ; Heloisa Sobreiro Selistre de Araújo ; Rosana Mattioli ; Tania de Fatima Salvini
Assunto(s):Modalidades de fisioterapia  Neurologia 

Resumo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Acidente Vascular Encefálico (AVE) é a principal causa de incapacidade. A reabilitação dos indivíduos pós-AVE geralmente é longa e complexa. Dentre as alterações clínicas que levam à incapacidade destaca-se a fraqueza muscular (paresia), sendo que os fatores que a causam ainda não foram totalmente descritos. Entender as alterações musculares que levam a paresia é relevante para o desenvolvimento de estratégias terapêuticas. Nesse contexto o objetivo deste estudo é avaliar o volume e o desempenho dos músculos extensores do joelho em indivíduos hemiparéticos crônicos e correlacioná-los aos níveis séricos de IGF-1 e IGFBP-3, biomarcadores do trofismo muscular. Para tal, será desenvolvido um estudo transversal, com 26 sujeitos (40 a 70 anos), de ambos os sexos, divididos em dois grupos: 1) Controle, indivíduos saudáveis; e 2) Hemiparéticos. O desempenho dos músculos extensores do joelho será avaliado em contrações concêntricas e excêntricas a 60o/s em dinamômetro isocinético. As variáveis investigadas serão pico de torque e potência média. O volume dos músculos quadríceps será obtido por ressonância nuclear magnética (RNM) e a ativação dos músculos extensores do joelho será avaliada por eletromiografia (EMG). Níveis séricos de IGF-1 e IGFBP-3 serão analisados por ELISA. Todos os indivíduos passarão por avaliação da função motora com a escala Fugl Meyer. Para a estatística, serão aplicados os testes de normalidade e homogeneidade. Caso os dados sejam paramétricos, será aplicada Anova-one-way seguido por Tukey e o teste de Pearson ou Sperman para correlações. Será considerado o nível de significância de 0.05, com um intervalo de confiança (IC) de 95% para todos os testes estatísticos. O programa SPSS (versão 10.0) será utilizado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA-COUTO, MARCELA A.; PAIVA, FERNANDO F.; ALCANTARA, CAROLINA C.; MATA, THAIANNE; PRADO-MEDEIROS, CHRISTIANE L.; SALVINI, TANIA F.; RUSSO, THIAGO LUIZ. Midfemoral Bone Volume of Walking Subjects with Chronic Hemiparesis Post Stroke. JOURNAL OF STROKE & CEREBROVASCULAR DISEASES, v. 27, n. 8, p. 2208-2213, AUG 2018. Citações Web of Science: 0.
SILVA-COUTO, MARCELA DE ABREU; PRADO-MEDEIROS, CHRISTIANE LANATOVITZ; OLIVEIRA, ANA BEATRIZ; ALCANTARA, CAROLINA CARMONA; GUIMARAES, ARACI TEIXEIRA; SALVINI, TANIA DE FATIMA; MATTIOLI, ROSANA; DE RUSSO, THIAGO LUIZ. Muscle Atrophy, Voluntary Activation Disturbances, and Low Serum Concentrations of IGF-1 and IGFBP-3 Are Associated With Weakness in People With Chronic Stroke. PHYSICAL THERAPY, v. 94, n. 7, p. 957-967, JUL 2014. Citações Web of Science: 19.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.