Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção de molicutes no trato urogenital feminino e a sua relação com polimorfismos genéticos e expressão de citocinas em mulheres atendidas no município de Vitória da Conquista, BA

Resumo

Muitos molicutes são apontados como constituintes da microbiota normal do individuo saudável. Entretanto, alguns também foram associados a infecções urogenitais, dificultando a compreensão do papel destas espécies. Alguns fatores são considerados na avaliação do seu potencial patogênico. No trato urogenital feminino, espécies do gênero Mycoplasma e Ureaplasma são também comumente implicadas como causadoras de infecções, alterações perigestacionais e distúrbios da reprodução, como infertilidade, abortos espontâneos, nascimentos de natimortos, partos de prematuros e crianças com baixo peso. Alguns estudos relacionam os polimorfismos de citocinas com a relação à colonização de microrganismos no trato genital feminino. Com base nestes dados, o presente trabalho tem por objetivo detectar micoplasmas genitais e relacionar com polimorfismo genético e expressão de citocinas em mulheres sexualmente ativas com ou sem distúrbios genitais atendidas no município de Vitória da Conquista - BA. A casuística total do presente estudo será composta de 300 mulheres com faixa etária compreendida entre 15 e 70 anos, sendo 200 apresentando queixa e sugestivo de distúrbio genital e 100 sem nenhuma sintomatologia. Serão coletadas amostras de swab cervical e sangue periférico através da puncão venosa. As amostras cervicais serão utilizadas para a detecção de molicutes por PCR e PCR em Tempo Real e as amostras de sangue serão destinadas a avaliação dos polimorfismos e dosagem de citocinas. Não se conhece a incidência destas bactérias no trato urogenital da população a ser estudada bem como pouco quanto o polimorfismo genético das citocinas nos pacientes infectados com micoplasmas e ureaplasmas. Como conseqüência geral desse projeto, espera-se também fornecer dados para uma atuação preventiva mais eficiente e direcionada na disseminação destes microrganismos, promovendo de forma mais ampla, a redução de gastos pelo Sistema Único de Saúde com infecções, além de aumentar a efetividade da assistência à saúde para a população em geral. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LOBAO, T. N.; CAMPOS, G. B.; SELIS, N. N.; AMORIM, A. T.; SOUZA, S. G.; MAFRA, S. S.; PEREIRA, L. S.; DOS SANTOS, D. B.; FIGUEIREDO, T. B.; MARQUES, L. M.; TIMENETSKY, J. Ureaplasma urealyticum and U. parvum in sexually active women attending public health clinics in Brazil. EPIDEMIOLOGY AND INFECTION, v. 145, n. 11, p. 2341-2351, AUG 2017. Citações Web of Science: 3.
CAMPOS, GUILHERME BARRETO; LOBAO, TASSIA NEVES; SELIS, NATHAN NEVES; AMORIM, ALINE TEIXEIRA; MARTINS, HELLEN BRAGA; BARBOSA, MAYSA SANTOS; CALDEIRA OLIVEIRA, THIAGO HENRIQUE; DOS SANTOS, DJANILSON BARBOSA; FIGUEIREDO, TIANA BAQUEIRO; MARQUES, LUCAS MIRANDA; TIMENETSKY, JORGE. Prevalence of Mycoplasma genitalium and Mycoplasma hominis in urogenital tract of Brazilian women. BMC INFECTIOUS DISEASES, v. 15, FEB 14 2015. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.