Busca avançada
Ano de início
Entree

Desinfecção de efluentes utilizando cloro, ozônio, ozônio/cloro e ozônio/peróxido de hidrogênio

Resumo

A crescente necessidade do tratamento de esgotos sanitários exige da engenharia a procura por sistemas que venham a tornar viável a sua implementação. Uma alternativa economicamente viável aos sistemas de tratamento de esgotos domésticos é a utilização os reatores compartimentados anaeróbio/aeróbio. Embora eficiente em termos de remoção de matéria orgânica é insuficientes para inativar elevadas cargas de microrganismos patogênicos, os quais contaminam a água e causam agravos à saúde ambiental e à saúde pública; motivo pelo qual são necessárias etapas específicas de desinfecção. A maioria das estações de tratamento de esgoto no Brasil, não possui uma etapa específica para a desinfecção. Esta situação exige que sejam realizados planejamentos e projetos que possibilitem menor custo de implantação e operação dos sistemas de tratamentos desejados. Além da importância em investigar sistemas de tratamento que propiciem menores custos, é imprescindível que o efluente atinja as características exigidas pela legislação estabelecida. A adoção de um sistema de desinfecção deveria ser permeada por um estudo de risco-benefício, no qual o tipo de tratamento, a tecnologia aplicada, o desinfetante a ser utilizado e o nível de remoção a ser atingido são os principais pontos a serem observados. Deste modo, métodos de desinfecção como cloração (método amplamente utilizado para a desinfecção de água para abastecimento), ozonização, peroxização, entre outros, que têm se destacado como métodos promissores na desinfecção de esgoto sanitário, precisam ser melhores estudados. De acordo com o cenário exposto, o presente projeto pretende avaliar o desempenho do reator compartimentado anaeróbio/aeróbio no tratamento de efluentes domésticos e também avaliar como o ozônio, cloro, ozônio/cloro e ozônio/peróxido de hidrogênio atuam no processo de oxidação e na eficiência de inativação de coliformes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MIRANDA SLOMPO, NATHALIE DYANE; RIBEIRO DA SILVA, GUSTAVO HENRIQUE. Disinfection of anaerobic/aerobic sanitary effluent using ozone: Formaldehyde formation. WATER ENVIRONMENT RESEARCH, v. 91, n. 9, p. 898-905, SEP 2019. Citações Web of Science: 0.
QUARTAROLI, LARISSA; CARDOSO, BARBARA HENRIQUE; RIBEIRO, GABRIELA DE PAULA; RIBEIRO DA SILVA, GUSTAVO HENRIQUE. Wastewater Chlorination for Reuse, an Alternative for Small Communities. WATER ENVIRONMENT RESEARCH, v. 90, n. 12, p. 2100-2105, DEC 2018. Citações Web of Science: 1.
DA SILVA, JULLIANA ALVES; SARTI, ARNALDO; MAINTINGUER, SANDRA IMACULADA; KAISER, ILZA MACHADO; RIBEIRO DA SILVA, GUSTAVO HENRIQUE. Performance of an anaerobic baffled reactor with an aerobic chamber treating low-strength wastewater. Desalination and Water Treatment, v. 100, p. 1-10, DEC 2017. Citações Web of Science: 3.
DA SILVA, JULLIANA ALVES; SARTI, ARNALDO; RIBEIRO DA SILVA, GUSTAVO HENRIQUE. Performances of two pilot decentralized wastewater treatment plants used to treat low-strength wastewater. Desalination and Water Treatment, v. 91, p. 93-100, OCT 2017. Citações Web of Science: 0.
MIRANDA, N. D.; OLIVEIRA, E. L.; SILVA, G. H. R. Study of constructed wetlands effluent disinfected with ozone. WATER SCIENCE AND TECHNOLOGY, v. 70, n. 1, p. 108-113, 2014. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.