Busca avançada
Ano de início
Entree

Roland Barthes: o crítico se ele ainda existe

Processo: 11/50741-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Teoria Literária
Pesquisador responsável:Leda Tenório da Motta
Beneficiário:Leda Tenório da Motta
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Crítica literária  Crítica cultural 

Resumo

O livro aborda uma paixão da linguagem não-assertiva em Roland Barthes, só retrospectivamente revelada. Para tanto, segue a pista das relações entre os conceitos sui generis de “grau zero da escritura” e de “neutro”. O objetivo principal é assinalar uma continuidade entre ambos e, assim também, a surpreende coerência dos escritos barthesianos, em que o “neutro”, progressivamente grafado com maiúscula, é o pivô de um círculo virtuoso, desfazer a ideia do Barthes errático que recebemos de seus primeiros leitores. Sem pretender exaurir a obra de Barthes, até porque é monumental, tal prospecção demora-se principalmente na costura destes três importantes livros, logica e cronologicamente encadeados que são: O grau zero da escritura, Mitologias e Sur Racine. Na ocasião, por oportuno estende a discussão até a questão das relações contemporâneas entre a crítica e a literatura. (AU)