Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da prevenção e tratamento da asma induzida por alérgeno em um modelo animal com a administração de Saccharomyces cerevisiae vivas e inativadas pelo calor

Processo: 10/20600-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de setembro de 2011 - 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcos de Carvalho Borges
Beneficiário:Marcos de Carvalho Borges
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Elcio dos Santos Oliveira Vianna ; Vânia Luiza Deperon Bonato
Bolsa(s) vinculada(s):15/24223-4 - Estudo dos mecanismos envolvidos no efeito anti-inflamatório da levedura Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 em um modelo animal, BP.IC
14/07616-0 - Avaliação do uso do extrato da planta medicinal Pyrostegia venusta no tratamento da asma em um modelo animal, BP.MS
13/02209-4 - Estudo da prevenção da asma induzida por alérgeno em um modelo animal com a administração de Saccharomyces Cerevisiae vivos, BP.MS
13/10913-3 - Estudo da curva dose-resposta da administração de Saccharomyces Cerevisiae vivas na prevenção da asma induzida por alérgeno em um modelo animal, BP.IC
13/11146-6 - Estudo do tratamento da asma induzida por alérgeno em um modelo animal com a administração de Saccharomyces Cerevisiae vivas, BP.IC
Assunto(s):Pneumologia  Asma  Probióticos  Modelos animais 

Resumo

Introdução: A prevalência de asma tem aumentado em crianças e nas comunidades que adotam um estilo de vida ocidental e se tornam mais urbanizadas. A teoria da higiene sugere que a exposição a infecções na infância pode proteger contra o desenvolvimento de asma e outras doenças alérgicas. Probióticos são microorganismos vivos que conferem um benefício à saúde do hospedeiro. O tratamento com Saccharomyces cerevisiae protegeu camundongos contra infecções intestinais, preveniu a translocação bacteriana e aumentou a produção de IL-10. A administração de Beta-1-3 Glucan, um polissacarídeo extraído de fungos e leveduras como S. cerevisiae, reduziu os sintomas de rinite alérgica e aumentou a produção de IL-10 em crianças asmáticas. Até o momento, não há descrição do estudo de S. cerevisiae na prevenção e/ou tratamento da asma. Objetivos: Avaliar os efeitos da administração de S. cerevisiae vivas e inativadas pelo calor na prevenção e tratamento da asma e os mecanismos envolvidos. Material e métodos: Camundongos Balb/c serão utilizados no estudo. Inicialmente será realizada uma curva dose-resposta para determinar a dose ideal do probiótico. Leveduras da cepa S. cerevisiae vivas e inativadas pelo calor serão administradas aos camundongos por via oral antes e após a sensibilização com ovalbumina, a fim de avaliar o efeito na prevenção e tratamento da asma, respectivamente. Após a sensibilização e desafios, os animais serão ventilados e serão realizadas medidas in vivo da hiperresponsividade brônquica. A inflamação será avaliada no lavado broncoalveolar pela contagem total e diferencial de células e pela realização de ELISA para IL-4, IL-5, IL-10, IL-13, IFN-gama, TNF-alfa e TGF-beta. Será realizada histoquímica para visualização e quantificação de inflamação, colágeno e muco. PCR em tempo real será utilizada nos tecidos pulmonares para pesquisa de citocinas inflamatórias, como IL-4, IL-5, IL-10, IL-13, IFN-gama, TNF-alfa e TGF-beta. Será realizada citometria de fluxo para quantificação dos linfócitos T reguladores. Os linfócitos T reguladores serão isolados e cultivados e sua função será avaliada por ensaio de proliferação e dosagem de citocinas no sobrenadante da cultura celular. Os resultados obtidos com a administração de Saccharomyces cerevisiae serão comparados com a administração de Lactobacillus, um probiótico já avaliado em estudos prévios. Significância: Considerando a teoria da higiene e os mecanismos de ação e inocuidade dos probióticos, espera-se que Saccharomyces cerevisiae reduza inflamação, hiperresponsividade e remodelamento brônquico. Caso isso se confirme em modelos animais, abre a possibilidade de estudos sobre sua utilização em pacientes com asma. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AMORIM, JOWANKA; BORGES, MARCOS DE CARVALHO; FABRO, ALEXANDRE TODOROVIC; TALEB CONTINI, SILVIA HELENA; VALDEVITE, MAYARA; SOARES PEREIRA, ANA MARIA; CARMONA, FABIO. The ethanolic extract from Erythrina mulungu Benth. flowers attenuates allergic airway inflammation and hyperresponsiveness in a murine model of asthma. Journal of Ethnopharmacology, v. 242, OCT 5 2019. Citações Web of Science: 1.
FONSECA, VANESSA M. B.; MILANI, THAMIRES M. S.; PRADO, RAFAEL; BONATO, VANIA L. D.; RAMOS, SIMONE G.; MARTINS, FLAVIANO S.; VIANNA, ELCIO O.; BORGES, MARCOS DE C. Oral administration of Saccharomyces cerevisiae UFMG A-905 prevents allergic asthma in mice. Respirology, v. 22, n. 5, p. 905-912, JUL 2017. Citações Web of Science: 8.
MASSIS, LILIANA M.; ASSIS-MARQUES, MARIANA A.; CASTANHEIRA, FERNANDA V. S.; CAPOBIANCO, YASMIN J.; BALESTRA, ANDIAMIRA C.; ESCOLL, PEDRO; WOOD, REBECCA E.; MANIN, GRAZIELE Z.; CORREA, VANI M. A.; ALVES-FILHO, JOSE C.; CUNHA, FERNANDO Q.; BUCHRIESER, CARMEN; BORGES, MARCOS C.; NEWTON, HAYLEY J.; ZAMBONI, DARIO S. Legionella longbeachae Is Immunologically Silent and Highly Virulent In Vivo. Journal of Infectious Diseases, v. 215, n. 3, p. 440-451, FEB 1 2017. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.