Busca avançada
Ano de início
Entree

As novas modalidades de governanca territorial no estado de sao paulo.

Processo: 11/50837-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2011 - 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Regional
Pesquisador responsável:Elson Luciano Silva Pires
Beneficiário:Elson Luciano Silva Pires
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Instituições  Arranjos produtivos locais  Redes  Desenvolvimento territorial 

Resumo

No Brasil, e no estado de São Paulo em particular, as novas estratégias de governanças territoriais apresentam forte sinergia entre empresas, agentes sociais da sociedade civil e instituições públicas, ampliando o debate sobre as políticas de desenvolvimento territorial local e regional sustentável nos meios acadêmicos, empresariais, e governamentais. As experiências revelam setores e territorialidades que se exprimem como vetores específicos de coordenação territorial. Elas mostram variedades de cooperação interpessoal e local, acumulação de proximidades e de cultura, memória e aprendizagem coletiva que se tornam ativos e recursos específicos nas trajetórias da governança do desenvolvimento territorial. Propõe-se à Fapesp a realização de uma pesquisa para destacar as mudanças nos territórios selecionados dos parâmetros que condicionam a coordenação espacial, a definição e o aperfeiçoamento de instituições e de políticas de desenvolvimento territorial local e regional, que favoreçam esta mutação na construção de novas legitimidades de organização do território nacional. Desses resultados espera-se a contribuição das ciências sociais e da geografia em particular, para fomentar o debate conceituai e das ações sociais dos atores e agentes envolvidos, por meio de diagnósticos substanciados e de caráter prospectivo, que ofereçam subsídios às estratégias de planejamento e de ampliação da cooperação entre a Universidade, o Estado e os agentes econômicos, políticos e sociais. (AU)