Busca avançada
Ano de início
Entree

Petrologia e quimioestratigrafia do vulcanismo Mesozóico ácido da Província Magmática do Paraná

Processo: 11/10508-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2011 - 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Antonio José Ranalli Nardy
Beneficiário:Antonio José Ranalli Nardy
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados: Eleonora Maria Gouvêa Vasconcellos ; Fábio Braz Machado ; José Eduardo de Oliveira Madeira ; Leila Soares Marques ; Marcos Aurelio Farias de Oliveira ; Marly Babinski
Assunto(s):Petrologia ígnea  Rochas vulcânicas  Magmatismo 

Resumo

Embora as pesquisas sobre a Província Magmática do Paraná (PMP) sejam expressivas, o entendimento referente às rochas de natureza ácida ainda é incipiente, e assim, vários aspectos relativos à sua origem, evolução, extrusão e quimioestratigrafia, ainda continuam em aberto. Os dados disponíveis na literatura mostram que as rochas ácidas do tipo Palmas são diferentes daquelas do tipo Chapecó sob muitos aspectos. Enquanto as do tipo Palmas são afíricas, ocorrem associadas a basaltos toleíticos baixo-Ti e a andesitos toleíticos, com minerais formados em temperaturas elevadas, via de regra acima de 1050oC, empobrecidas em elementos incompatíveis tipo LILE e com elevadas razões isotópicas iniciais de Sr (87Sr/86Sri= 0,714-0,727), as do tipo Chapecó são fortemente porfiríticas, estão associadas à basaltos toleíticos alto-Ti, sem a presença de rochas de natureza intermediária (55%< SiO2 £ 62%), com minerais formados em temperaturas da ordem de 1000º C, enriquecidas em elementos incompatíveis LILE, e com baixa razão isotópica inicial de Sr (87Sr/86Sri= 0,705-0,708). Neste sentido, os processos petrogenéticos envolvidos na formação destas rochas, bem como os processos de extrusão, também devem ser diferentes. Ainda, deve-se considerar que grandes volumes de riodacitos-riolitos associados a derrames de basalto, extravasados em curto intervalo de tempo em LIPs, deixam uma série de dúvidas acerca de sua gênese e quanto aos mecanismos de erupção envolvidos, motivos ainda de intensos debates na literatura internacional. Este projeto propõe o estudo detalhado das rochas vulcânicas ácidas dos Membros Palmas e Chapecó da Formação Serra Geral, abordando seus aspectos estratigráficos, petrográficos, geoquímicos, mineralógicos e vulcanológicos, sem deixar de considerar sua inter-relação com os basaltos associados, de forma a caracterizar sua gênese, evolução e forma de extrusão, no contexto da Província Magmática do Paraná. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MIN, ANGELO; CALLEGARO, SARA; MARZOLI, ANDREA; NARDY, ANTONIO J.; CHIARADIA, MASSIMO; MARQUES, LEILA S.; GABBARRINI, ILARIA. Insights into the petrogenesis of low- and high-Ti basalts: Stratigraphy and geochemistry of four lava sequences from the central Parana basin. JOURNAL OF VOLCANOLOGY AND GEOTHERMAL RESEARCH, v. 355, n. SI, p. 232-252, APR 15 2018. Citações Web of Science: 3.
DE MORAES, LUCIA CASTANHEIRA; SEER, HILDOR JOSE. Pillow lavas and fluvio-lacustrine deposits in the northeast of Parana Continental Magmatic Province, Brazil. JOURNAL OF VOLCANOLOGY AND GEOTHERMAL RESEARCH, v. 355, n. SI, p. 78-86, APR 15 2018. Citações Web of Science: 1.
LUCHETTI, ANA CAROLINA F.; GRAVLEY, DARREN M.; GUALDA, GUILHERME A. R.; NARDY, ANTONIO J. R. Textural evidence for high-grade ignimbrites formed by low-explosivity eruptions, Parana Magmatic Province, southern Brazil. JOURNAL OF VOLCANOLOGY AND GEOTHERMAL RESEARCH, v. 355, n. SI, p. 87-97, APR 15 2018. Citações Web of Science: 5.
RODRIGUES CRINCOLI PACHECO, FERNANDO ESTEVAO; CAXITO, FABRICLO DE ANDRADE; DE MORAES, LUCIA CASTANHEIRA; PEDROSA-SOARES, ANTONIO CARLOS; QUEIROGA, GLAUCIA NASCIMENTO. Geochemistry of basaltic flows from a basalt ring structure of the Serra Geral formation at Agua Vermelha dam, Triangulo Mineiro, Brazil: implications for the magmatic evolution of the Parana-Etendeka Province. BRAZILIAN JOURNAL OF GEOLOGY, v. 48, n. 2, p. 283-304, APR-JUN 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.