Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos do Flutter®VRP1 sobre o perfil inflamatório e índices de transporte da secreção respiratória de pacientes com bronquiectasia

Processo: 11/06674-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2011 - 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ada Clarice Gastaldi
Beneficiário:Ada Clarice Gastaldi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Joana Tambascio ; José Antônio Baddini Martinez
Assunto(s):Fisioterapia  Terapia respiratória  Bronquiectasia  Inflamação 

Resumo

A perpetuação do processo inflamatório existente nas bronquiectasias, em parte mediado por citocinas, com liberação de neutrófilos, somada à reparação e fibrose, relaciona-se, diretamente, com sua fisiopatologia, pois são estes os fatores que acabam tornando as dilatações dos brônquios irreversíveis. Além disso, o dano recorrente e crônico das vias aéreas leva à instalação de um círculo vicioso de destruição, que se inicia com diminuição do transporte mucociliar na parede destruída, facilitação da colonização bacteriana, maior inflamação e maior destruição tecidual dos brônquios contribuindo, dessa maneira, para o estado hipersecretivo existente nesses indivíduos. O Flutter®VRP1 apresenta-se como uma alternativa fisioterapêutica para estes indivíduos capaz de combinar duas técnicas: pressão positiva expiratória (PEP) e oscilações de alta frequência, coadjuvantes no tratamento e prevenção do colapso alveolar e na eliminação das secreções pulmonares. Embora alguns estudos já tenham demonstrado efeitos benéficos para remoção de secreção desse dispositivo em bronquiectasia é necessário responder se a utilização do Flutter®VRP1 também seria capaz de alterar ou ainda, melhorar o perfil inflamatório da secreção respiratória diminuindo assim o dano ao seu epitélio e ainda, se essa alteração se correlacionaria com as alterações dos índices de transporte da secreção provocadas pelo dispositivo. Assim, o objetivo do trabalho será avaliar os benefícios do Flutter®VRP1 sobre o perfil inflamatório e índices de transporte da secreção respiratória de pacientes com bronquiectasia. Para isso, 30 pacientes com bronquiectasia não secundária à fibrose cística serão submetidos a sessões de exercício com o Flutter®VRP1 ou "Sham" e terão a secreção respiratória avaliada quanto a quantidade de células inflamatórias, número de colônias, transporte ciliar, transporte pela tosse, ângulo de contato e percentual de água. (AU)