Busca avançada
Ano de início
Entree

Aprimoramento de protocolos de manejo reprodutivo à base de hormônios exógenos para elevar a fertilidade de vacas leiteiras de alta produção

Processo: 11/11395-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2011 - 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Roberto Sartori Filho
Beneficiário:Roberto Sartori Filho
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Pesq. associados:Anibal Ballarotti Do Nascimento ; Gerson Barreto Mourão ; José Luiz Moraes Vasconcelos ; Milo Wiltbank ; Pietro Sampaio Baruselli
Bolsa(s) vinculada(s):12/20419-3 - Aprimoramento de protocolos de manejo reprodutivo à base de hormônios exógenos para elevar a fertilidade de vacas leiteiras de alta produção, BP.TT
12/07890-9 - Aprimoramento de protocolos de manejo reprodutivo à base de hormônios exógenos para elevar a fertilidade de vacas leiteiras de alta produção, BP.TT
11/19154-2 - Aprimoramento de protocolos de manejo reprodutivo à base de hormônios exógenos para elevar a fertilidade de vacas leiteiras de alta produção, BP.TT
Assunto(s):Bovinos  Inseminação artificial animal  Transferência de embriões 

Resumo

Nos últimos anos, diversas alterações têm sido observadas na fisiologia reprodutiva de vacas leiteiras, comprometendo os índices de concepção. Estas alterações estão aparentemente relacionadas à alta produção de leite por vaca, resultado de intenso incremento nutricional, seleção genética e técnicas de manejo voltadas para a produção de leite. Tendo em vista a relação direta entre o aumento na produção de leite e a diminuição da fertilidade, têm-se buscado alternativas para incrementar os índices de fertilidade. Uma das alternativas é o desenvolvimento de protocolos de sincronização de ovulação para a inseminação artificial em tempo fixo (IATF) com o uso de hormônios exógenos, já que os hormônios esteróides endógenos em vacas de alta produção são metabolizados em proporção elevada devido ao alto fluxo sanguíneo hepático. Assim, este estudo envolverá diversos experimentos com o propósito de, ao final, se desenvolver um protocolo de IATF que assegure elevadas taxas de sincronização de ovulação, assim como um ambiente hormonal adequado para otimizar a qualidade ovocitária e embrionária em vacas leiteiras de alta produção. No Experimento 1 (n = 48), será confirmada qual a melhor dose de benzoato de estradiol (BE), que concomitante com a inserção do dispositivo de Progesterona (P4), sincronizará com mais precisão a emergência de uma nova onda de crescimento folicular; no Experimento 2 (n = 80), será avaliado se o protocolo associando-se BE e P4 possui a mesma eficiência de sincronização em diferentes momentos da onda folicular, ou seja, na presença ou ausência de um folículo dominante; no Experimento 3 (n = 400), avaliar-se-á o efeito da suplementação de P4 após IATF na taxa de concepção de vacas em lactação; no Experimento 4 (n = 600), o efeito da suplementação de P4 previa ou simultaneamente à transferência de embriões na taxa de concepção será testado em vacas em lactação usadas como receptoras de embrião; no Experimento 5 (n = 900), serão comparados três grupos. G1: vacas submetidas à IA convencional após observação de estro, G2: vacas submetidas a IATF após sincronização com benzoato de estradiol (BE) e dispositivo intravaginal de P4, e G3: vacas submetidas à IATF após o mesmo protocolo do G2, mas com a aplicação de GnRH 3 ou 7 dias (baseado nos resultados do Experimento 2) antes do início do protocolo, proporcionando alta P4 pré-IA devido ao corpo lúteo formado após o GnRH. A perspectiva deste estudo é que, ao final, haja um incremento substancial no conhecimento dos fatores envolvidos com o sucesso ou insucesso dos protocolos para IATF, além de aumentar o conhecimento sobre a fisiologia reprodutiva de vacas leiteiras manejadas em sistemas intensivos no Brasil. Espera-se também que, com todas essas informações agregadas, possa-se identificar e sugerir as estratégias de manejo reprodutivo mais indicadas para distintas categorias de vacas em lactação ou manejadas sob diferentes condições. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MELO, L. F.; MONTEIRO, JR., P. L. J.; OLIVEIRA, L. H.; GUARDIEIRO, M. M.; DRUM, J. N.; WILTBANK, M. C.; SARTORI, R. Circulating progesterone concentrations in nonlactating Holstein cows during reuse of intravaginal progesterone implants sanitized by autoclave or chemical disinfection. JOURNAL OF DAIRY SCIENCE, v. 101, n. 4, p. 3537-3544, APR 2018. Citações Web of Science: 2.
MELO, L. F.; MONTEIRO, JR., P. L. J.; SURJUS, R. S.; DRUM, J. N.; WILTBANK, M. C.; SARTORI, R. Progesterone-based fixed-time artificial insemination protocols for dairy cows: Gonadotropin-releasing hormone versus estradiol benzoate at initiation and estradiol cypionate versus estradiol benzoate at the end. JOURNAL OF DAIRY SCIENCE, v. 99, n. 11, p. 9227-9237, NOV 2016. Citações Web of Science: 4.
MONTEIRO, JR., PEDRO L. J.; NASCIMENTO, ANIBAL B.; PONTES, GUILHERME C. S.; FERNANDES, GABRIELA O.; MELO, LEONARDO F.; WILTBANK, MILO C.; SARTORI, ROBERTO. Progesterone supplementation after ovulation: Effects on corpus luteum function and on fertility of dairy cows subjected to AI or ET. Theriogenology, v. 84, n. 7, p. 1215-1224, OCT 15 2015. Citações Web of Science: 17.
MONTEIRO, JR., P. L. J.; BORSATO, M.; SILVA, F. L. M.; PRATA, A. B.; WILTBANK, M. C.; SARTORI, R. Increasing estradiol benzoate, pretreatment with gonadotropin-releasing hormone, and impediments for successful estradiol-based fixed-time artificial insemination protocols in dairy cattle. JOURNAL OF DAIRY SCIENCE, v. 98, n. 6, p. 3826-3839, JUN 2015. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.