Busca avançada
Ano de início
Entree

Antracnoses no Brasil: identificação, caracterização e variabilidade dos agentes causais

Processo: 11/11629-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2011 - 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Nelson Sidnei Massola Júnior
Beneficiário:Nelson Sidnei Massola Júnior
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Pesq. associados:Alessandro de Mello Varani ; Claudia Barros Monteiro Vitorello ; Hugo José Tozze Júnior ; Juliana Ramiro
Assunto(s):Doenças de plantas  Antracnose  Colletotrichum  Variação genética  Filogenia 

Resumo

O gênero Colletotrichum é o agente causal de antracnoses em folhas, caules, ramos, frutos e sementes em muitas espécies de plantas, incluindo importantes culturas agrícolas. A acurada identificação de espécies desse gênero é crítica para entender a epidemiologia das antracnoses e desenvolver medidas efetivas de controle. A identificação tradicional de espécies de Colletotrichum, baseada em caracteres morfológicos, tem sido problemática devido à existência de poucos caracteres confiáveis e à plasticidade dos mesmos. Recentes estudos mostraram que maior solidez na classificação de Colletotrichum é obtida quando se utiliza concatenação de diversos métodos de caracterização, a chamada abordagem polifásica. O presente trabalho propõe-se a aplicar a abordagem polifásica em diversas populações de isolados de Colletotrichum provenientes de várias culturas agrícolas importantes para o Brasil, como fruteiras, soja, pimentão e guaraná. Mais de 400 isolados serão empregados nesse estudo. As caracterizações utilizarão métodos padronizados por trabalho recentemente publicado, permitindo reprodução e comparação com resultados de outros pesquisadores. Serão realizadas caracterizações culturais, morfológicas, patogênicas e moleculares por PCR e filogenia multi-loci. Os resultados permitirão definir acuradamente a etiologia das antracnoses estudadas, revelando se são causadas por uma única espécie ou por um complexo de espécies. Além disso, será possível analisar as relações filogenéticas intra e interespecíficas, fazendo inferências sobre a evolução das espécies estudadas. Finalmente, esses resultados poderão mostrar o grau de complexidade existente na etiologia dessas antracnoses utilizadas como modelo, sugerindo estudos futuros para outras antracnoses importantes em nosso país. O melhor entendimento etiológico dessas antracnoses servirá de subsídio para definição de estratégias de controle mais eficientes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROGERIO, F.; CIAMPI-GUILLARDI, M.; BARBIERI, M. C. G.; BRAGANCA, C. A. D.; SEIXAS, C. D. S.; ALMEIDA, A. M. R.; MASSOLA, JR., N. S. Phylogeny and variability of Colletotrichum truncatum associated with soybean anthracnose in Brazil. Journal of Applied Microbiology, v. 122, n. 2, p. 402-415, FEB 2017. Citações Web of Science: 6.
BRAGANCA, CARLOS A. D.; DAMM, ULRIKE; BARONCELLI, RICCARDO; MASSOLA JUNIOR, NELSON S.; CROUS, PEDRO W. Species of the Colletotrichum acutatum complex associated with anthracnose diseases of fruit in Brazil. FUNGAL BIOLOGY, v. 120, n. 4, p. 547-561, APR 2016. Citações Web of Science: 23.
GIL RODRIGUES DOS SANTOS; HUGO JOSÉ TOZZE JÚNIOR; DANILA ALVES CORRÊA DE SÁ; GLEIBER QUINTÃO FURTADO; NELSON SIDNEI MASSOLA JÚNIOR. Etiology and pathogenicity of two different isolates of Colletotrichum spp. obtained from physic nut seeds. JOURNAL OF SEED SCIENCE, v. 35, n. 2, p. 139-146, 2013.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.