Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise genômica completa de cepas de HuRV-A de São Paulo, Brasil, genótipos G2 e G não-tipável: utilização do novo sistema de classificação e investigação de variabilidade genotípica após introdução da vacina no sistema brasileiro de saúde pública

Processo: 11/13725-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2011 - 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Maria Silvia Viccari Gatti
Beneficiário:Maria Silvia Viccari Gatti
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Thabata Alessandra Ramos Caruzo
Assunto(s):Virologia  Rotavirus  Gastroenteropatias  Gastroenterite  Crianças 

Resumo

A gastroenterite é uma das doenças mais frequentes em humanos e rotavírus são considerados seu principal agente etiológico. Membros da família Reoviridae, gênero Rotavirus, possuem genoma de 11 segmentos de dsRNA que codificam, cada um, para pelo menos uma proteína (seis proteínas estruturais - VP - e seis não-estruturais - NSP). Rotavírus do grupo A, são classificados em genotipos/sorotipos de acordo com a especificidade antigênica de duas proteínas do capsídeo externo: VP7 (G) e VP4 (P). Estudos de epidemiologia molecular apontam para uma enorme variedade de genotipos infectando humanos no mundo. Isso se deve, principalmente, à ocorrência de reassortments entre os segmentos de RNA e, por isso, um novo sistema de classificação foi proposto em 2008, baseado no sequenciamento de nucleotídeos (nt) desses segmentos. O presente trabalho pretende sequenciar, classificar e analisar filogeneticamente as sequências de nt das ORFs dos 11 segmentos de RNA de 113 cepas de rotavírus coletadas no estado de São Paulo, para se investigar a ocorrência de transmissões interespecíficas e reassortments, a origem evolutiva das cepas e a existência de novos genotipos. Pretende-se analisar a variabilidade de genotipos em cepas G2, que vêm emergindo na população brasileira, após a introdução da vacina em 2006. Esses dados serão comparados a dados que vêm sendo divulgados pelo mundo, utilizando esse novo sistema de classificação, e contribuirão para um melhor entendimento dos rotavírus circulantes na região. Também poderão fornecer informações a respeito da possibilidade de diferentes genotipos emergirem na população em decorrência da introdução de vacinas monovalentes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BERTOL, JESSICA WILDGRUBE; DUARTE FREGOLENTE, MARIA CLARA; RAMOS CARUZO, THABATA ALESSANDRA; DA SILVA, MARCIO JOSE; MUNFORD, VERIDIANA; PALAZZI SAFADI, MARCO AURELIO; RACZ, MARIA LUCIA; VICCARI GATTI, MARIA SILVIA. Molecular characterisation of the NSP4 gene of group A human rotavirus G2P[4] strains circulating in Sao Paulo, Brazil, from 1994 and 2006 to 2010. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, v. 110, n. 6, p. 786-792, SEP 2015. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.