Busca avançada
Ano de início
Entree

Soroepidemiologia, detecção molecular e caracterização dos Paramyxovírus aviários do tipo 1 (Classe I e Classe II) em aves silvestres

Processo: 11/09019-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Helena Lage Ferreira
Beneficiário:Helena Lage Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Pesq. associados:Clarice Weis Arns ; Márcia Mercês Aparecida Bianchi dos Santos ; Paulo Anselmo Numes Felippe
Assunto(s):Aves silvestres  Doença de Newcastle  Sorologia 

Resumo

O vírus da doença de Newcastle (NDV), também conhecido como paramyxovírus aviário do tipo 1 (APMV-1), é a principal preocupação econômica dos produtores de aves em todo o mundo. Recentemente, análises do tamanho dos genomas e sequências de genes revelaram dois clados distintos dos AMPV-1: classe I e II. Enquanto os isolados de classe I são recuperados a partir de amostras de aves silvestres e aves do comércio de aves vivas; os isolados de classe II são coletados principalmente a partir de aves domésticas nas formas virulentas. O entendimento da epidemiologia das infecções causadas pelos APMV-1 é dificultado pelo fato destas viroses não produzirem sinais clínicos e frequentemente não serem detectadas por métodos de diagnóstico rápidos. O presente estudo tem o objetivo de investigar a presença dos APMV-1 nas aves silvestres brasileiras através de testes moleculares e sorológicos. Para tanto, amostras (sangue e suabes) serão coletadas de 200 aves silvestres, principalmente aves aquáticas da família Anatidae nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. Um teste de real time RT-PCR, (RT)²-PCR, para a detecção simultânea dos vírus de classe I e classe II será utilizado para detecção molecular em suabes. O multiplex (RT)²-PCR detectará os genes L e M das classes I e II, respectivamente. O teste será avaliado inicialmente através de amostras de referência e depois aplicado em suabes cloacais e orofaringeanos coletados de aves silvestres. Os genes da proteína da fusão (F) e da hemaglutinina-neuraminidase (HN) serão sequenciados. O sítio de clivagem da proteína F será utilizado para identificação da patogenicidade das amostras e as sequências de F e H-N serão utilizadas para comparar com outras sequências de APMV-1 através de análises filogenéticas. Finalmente, pela primeira vez no Brasil, um estudo visa a detecção dos anticorpos anti-APMV-1, que será realizada através de um ELISA de bloqueio comercial utilizando o sangue das aves. Esperamos aumentar o nosso conhecimento sobre a distribuição, diversidade genética e ecologia dos APMV-1 no Brasil através deste estudo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VAN BORM, STEVEN; RIZOTTO, LAIS S.; ULLMANN, LEILA S.; SCAGION, GUILHERME P.; MALOSSI, CAMILA D.; SIMAO, RAPHAEL M.; ARAUJO, JR., JOAO P.; CORDEIRO, IZABELLE M.; KEID, LARA B.; SOUSA OLIVEIRA, TRICIA MARIA F.; SOARES, RODRIGO M.; MARTINI, MATHEUS C.; ORSI, MARIA A.; ARNS, CLARICE W.; FERREIRA, HELENA L. Complete Genome Sequence of a Vaccinal Newcastle Disease Virus Strain Isolated from an Owl (Rhinoptynx clamator). MICROBIOLOGY RESOURCE ANNOUNCEMENTS, v. 4, n. 6 NOV-DEC 2016. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.