Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de pele artificial contendo equivalente dérmico glicado na avaliação da eficácia e toxicidade de compostos anti-glicação

Resumo

Muitos estudos têm mostrado variações nas funções celulares, estruturas anatômicas e a nível molecular no envelhecimento. A glicação não enzimática das proteínas (AGE) parece ser um fator comum para a fisiopatologia de uma série de transtornos relacionados à idade. Equivalentes dérmicos são um eficiente modelo para o estudo de células e modificações provocadas na matriz extracelular no processo de envelhecimento. O aparecimento dos produtos dos AGEs se dá através de reações de glicação não-enzimática da matriz extracelular na derme e têm sido apontado como um dos fatores responsáveis pela perda de elasticidade e outras propriedades da derme durante o envelhecimento. A penetração farmacológica é uma limitação importante para compostos que devem atingir camadas mais profundas da pele. O modelo 3D de pele artificial tem características metabólicas, de permeabilidade e atividade semelhantes à da pele original, potencializando seu papel nas investigações sobre permeabilidade de drogas, toxicidade, irritação e diferenciação de queratinócitos. Uma série de compostos naturais ou sintéticos inibidores de AGEs têm sido propostos, descobertos ou apresentados recentemente e podem ter uso terapêutico no tratamento de modificações causadas pela a formação e acúmulo dos AGEs na pele. Este estudo busca avaliar a eficácia e toxicidade dos compostos Resveratrol, Carnosina, ALT-711, Benfotiamina e Piridoxamina em modelo de pele artificial glicada. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Piel de laboratorio 
Pele de laboratório 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CATARINO, CAROLINA MOTTER; PEDROSA, TATIANA DO NASCIMENTO; PENNACCHI, PAULA COMUNE; DE ASSIS, SILVIA ROMANO; GIMENES, FABRICIA; LOPES CONSOLARO, MARCIA EDILAINE; DE MORAES BARROS, SILVIA BERLANGA; MARIA-ENGLER, SILVYA STUCHI. Skin corrosion test: a comparison between reconstructed human epidermis and full thickness skin models. EUROPEAN JOURNAL OF PHARMACEUTICS AND BIOPHARMACEUTICS, v. 125, p. 51-57, APR 2018. Citações Web of Science: 1.
PEDROSA, TATIANA DO NASCIMENTO; CATARINO, CAROLINA MOTTER; PENNACCHI, PAULA COMUNE; DE ASSIS, SILVIA ROMANO; GIMENES, FABRICIA; LOPES CONSOLARO, MARCIA EDILAINE; DE MORAES BARROS, SILVIA BERLANGA; MARIA-ENGLER, SILVYA STUCHI. A new reconstructed human epidermis for in vitro skin irritation testing. TOXICOLOGY IN VITRO, v. 42, p. 31-37, AUG 2017. Citações Web of Science: 6.
PENNACCHI, PAULA COMUNE; SOARES DE ALMEIDA, MAIRA ESTANISLAU; ALVES GOMES, OCTAVIO LUIS; FAIAO-FLORES, FERNANDA; DE ARAUJO CREPALDI, MARIA CLARA; DOS SANTOS, MARINILCE FAGUNDES; DE MORAES BARROS, SILVIA BERLANGA; MARIA-ENGLER, SILVYA STUCHI. Glycated Reconstructed Human Skin as a Platform to Study the Pathogenesis of Skin Aging. TISSUE ENGINEERING PART A, v. 21, n. 17-18, p. 2417-2425, SEP 1 2015. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.