Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa e desenvolvimento de robô para reabilitação neurológica dos membros superiores

Resumo

Nas últimas quatro décadas, a incidência do acidente vascular cerebral (AVC) teve um aumento maior que 100% em países em desenvolvimento. O Sistema Único de Saúde (SUS) registrou no ano de 2008 cerca de 200 mil internações por AVC. A reabilitação assistida por robô tem sido usada para este fim e provado ser eficaz para a recuperação dos movimentos dos membros superiores de pacientes com (AVC). No Brasil, atualmente, não são fabricados, comercializados ou mesmo clinicamente testados dispositivos robóticos de baixa impedância de 2 graus de liberdade (20) que visam à recuperação dos membros superiores para uso por profissionais de saúde. Estes robôs de reabilitação servem para ajudar o médico especialista ou fisioterapeuta a iniciar o tratamento, treinamento e avaliação de progresso dos pacientes. Propomos investigar e testar a hipótese de que um dispositivo robótico cartesiano de reabilitação no plano horizontal para membros superiores composto de motores lineares e dispostos de modo apropriado podem ser eficazes e ser construídos a um preço accessível para as clínicas de reabilitação no Brasil. As vantagens práticas de conceber um sistema robótico cartesiano para o plano horizontal com motores de tecnologia linear de transmissão direta seriam significativas. Por exemplo, com o uso de motores de transmissão direta problemas relacionados ao atrito e transmissão seriam eliminados e haveria uma redução substancial dos custos de usinagem uma vez que as formas das peças seriam simplificadas. Fase I objetivos são: a) Investigar a redução da inércia e otimização da estrutura; b) Investigar o uso de novas tecnologias alternativas de motores lineares para o pacote de atuadores e algoritmo de controle de impedância apropriados para um dispositivo de 2 graus de Iiberdade; c) Projetar um robô cartesiano para uso no plano horizontal para a produção comercial. Este robô cartesiano 20 planar para membros superiores são adequados para a reabilitação, de várias deficiências, por exemplo, AVC, artrite e recuperação de uma cirurgia ortopédica. Pode-se, portanto, conseguir maior eficiência durante o tratamento, onde os médicos ou terapeutas serão aliviados de tarefas repetitivas, e o serviço médico será capaz de armazenar dados precisos sobre o tipo e a quantidade de terapia entregue. Acima de tudo, os pacientes receberão uma forma de terapia mais apropriada e focada podendo também acelerar o ritmo da recuperação em relação aos métodos tradicionais de reabilitação. Nós vamos concluir a fase I com um projeto final que será usado para construir o primeiro protótipo na fase 11 conjuntamente com a revisão de engenharia do robô cartesiano planar (20) para membros superiores incorporando considerações clínicas do"mundo real", bem como os frutos de avaliações de desempenho baseadas em simulações por programas de engenharia.Os objetivos da presente proposta é iniciar e promover a aplicabilidade da terapia robótica no Brasil, desenvolvendo inicialmente um robô cartesiano planar de dois graus de liberdade comercialmente viável, para neuro-reabilitação dos membros superiores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)