Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo in vitro da produção de peptídeos antimicrobianos por células epiteliais de palato humano em resposta a Candida albicans

Processo: 11/17481-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Vanessa Soares Lara
Beneficiário:Vanessa Soares Lara
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Pesq. associados: Ana Regina Casaroto
Assunto(s):Microbiologia oral  Candidose  Estomatite  Células epiteliais  Prótese dentária 

Resumo

A presença do fungo Candida albicans nos biofilmes microbianos aderidos na superfície interna das próteses dentárias totais superiores está relacionada com uma doença inflamatória no palato, conhecida como estomatite por dentadura. As defensinas e catelicidinas são peptídeos antimicrobianos expressos por células epiteliais de mucosas, ambas com atividade contra C. albicans, atuando desde a inibição direta do patógeno até a modulação das respostas imune inata e adaptativa do indivíduo. O conhecimento da secreção conjunta das defensinas e catelicidinas se faz importante para o entendimento detalhado do processo patológico de doenças inflamatórias, como a estomatite por dentadura. Estudos in vitro com células epiteliais de palato humano desafiadas com C. albicans, avaliando a produção dos peptídeos, não foram encontrados. O objetivo deste trabalho é avaliar a produção in vitro dos peptídeos ²-defensina (hBD-2) e catelicidina (LL-37) por células epiteliais de palato humano, após desafio com C. albicans, correlacionando com eventos de apoptose e invasão celular provocados pelo fungo. As células provenientes de tecido palatal serão desafiadas por contato direto e indireto com C. albicans viável durante os tempos de 0, 12, 24 e 48 h. A apoptose celular será determinada pela marcação nuclear fluorescente com Hoechst 33258, e a invasão celular pelo fungo será avaliada, qualitativamente, através do método colorimétrico com laranja de acridina. A secreção e a expressão gênica de hBD-2 e LL-37 serão determinadas, pré e pós desafio, por ELISA e RT-PCR em tempo real. Os resultados serão expressos como média ± desvio padrão e submetidos aos testes estatísticos ANOVA Fatorial, Teste de Contraste e/ou Mann-Whitney (p<0,05). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CASAROTO, ANA REGINA; DA SILVA, RAFAELA ALVES; SALMERON, SAMIRA; RUBO DE REZENDE, MARIA LUCIA; DIONISIO, THIAGO JOSE; DOS SANTOS, CARLOS FERREIRA; PINKE, KAREN HENRIETTE; GUARIZO KLINGBEIL, MARIA FATIMA; SALOMAO, PRISCILA ARANDA; RIBEIRO LOPES, MARCELO MILANDA; LARA, VANESSA SOARES. Candida albicans-Cell Interactions Activate Innate Immune Defense in Human Palate Epithelial Primary Cells via Nitric Oxide (NO) and (3-Defensin 2 (hBD-2). CELLS, v. 8, n. 7 JUL 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.