Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de uma metodologia de comunicação dialógica para a capacitação rural: construindo ambientes produtivos, inovadores e sustentáveis

Processo: 11/12912-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Extensão Rural
Pesquisador responsável:Luís Fernando Soares Zuin
Beneficiário:Luís Fernando Soares Zuin
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Pesq. associados: Poliana Bruno Zuin
Assunto(s):Desenvolvimento sustentável  Produção agrícola 

Resumo

O objetivo deste trabalho é desenvolver uma metodologia de comunicação dialógica para ser empregada nos processos de capacitação rural, onde se busca o desenvolvimento sustentável e inovador das atividades agropecuárias paulistas. Com base nas teorias de Paulo Freire, Vygotsky e Bakhtin, autores que teceram reflexões sobre os processos de ensino e aprendizado, buscar-se-á repensar as práticas relativas à comunicação nos processos de capacitação empregadas atualmente na extensão rural. O estudo da metodologia proposta neste trabalho se concentrará em quatro conjuntos de informações advindos das dimensões sociais, econômicas e ambientais presentes na extensão rural paulista, sendo elas: o relacionamento entre os pares (extensionistas e agricultores); os tipos de produtos desenvolvidos, comercializados e distribuídos pelos agricultores; as várias formas de processos que perpassam estes produtos; e o processo de comunicação entre os sujeitos da pesquisa. Para tanto, visa-se diagnosticar e analisar junto aos sujeitos que comporão a pesquisa, extensionistas rurais e agricultores, como ocorre o processo de construção e apropriação dos conhecimentos produzidos historicamente pelos pares no ambiente rural, assim como se faz necessário identificar quais as práticas de ensino-aprendizagem e comunicação fazem parte de suas ações rotineiras. Para a realização desta investigação já se encontra acordado a participação dos extensionistas rurais que atuam na Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI-SP). Cujo o seu representante neste projeto será o Sr. Ypujucan Caramuru Pinto, diretor do Departamento de Comunicação e Treinamento (DCT) da CATI. O projeto encontra-se inserido dentro do Programa Microbacias II, que se encontra em início de implementação pelo governo do Estado de São Paulo. (AU)