Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da atividade antiviral de extratos obtidos de bactérias isoladas e identificadas de cupinzeiros

Processo: 11/08962-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Clarice Weis Arns
Beneficiário:Clarice Weis Arns
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Fabiana Fantinatti Garboggini ; Luciana Konecny Kohn ; Roberto Gomes de Souza Berlinck
Assunto(s):Herpesvirus bovino 1  Metapneumovirus  Parvovirus suíno  Antivirais 

Resumo

Doenças causadas por bactérias, fungos, parasitas e vírus são ainda um dos maiores problemas na saúde pública. Várias destas infecções não apresentam tratamento eficiente somente sintomático além do fato do desenvolvimento da resistência à quimioterapia atual. Na medicina tradicional, os cupins são utilizados para o tratamento de diferentes enfermidades em várias partes do mundo. O uso disseminado de remédios feitos à base de cupins e/ou de seus ninhos e o relato testemunhal de seus usuários quanto à sua eficácia permitem supor que, provavelmente, esta eficácia possa ser atribuída aos compostos bioativos produzidos pelas actinobactérias e pelos Bacillus presentes no ninho dos cupins. Com o objetivo de realizar uma triagem para buscar substâncias com ação antiviral a partir de extratos de microorganismos obtidos de cupinzeiro. Utilizaremos vírus com o ácido nucléico de RNA e DNA, e vírus envelopados e não envelopados. Os vírus selecionados para a realização deste trabalho foram o Herpesvírus Bovino tipo 1 (vírus DNA envelopado), Metapneumovirus aviário (vírus RNA envelopado) e o Parvovirus Suíno (vírus DNA não envelopado). Futuramente queremos realizar as análises antivirais também com outras estirpes virais, como por exemplo, espécies do retrovírus e influenzavírus, entre outros. Uma consideração a ser ressaltada é que estes vírus eleitos pertencem a Famílias que possuem representantes que causam graves infecções também nos humanos. As bactérias utilizadas neste estudo foram isoladas de cupinzeiros por Getúlio de Freitas Bomfim em três áreas distintas no estado da Bahia, Brasil. Será realizada a extração, quantificação e caracterização molecular destes microorganismos. Após o bioensaio, será realizada a validação da citotoxicidade dos extratos em diferentes células para determinar a concentração máxima não tóxica. Este projeto propõe o estudo de potenciais agentes antivirais a partir de microorganismos associados aos cupinzeiros. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.