Busca avançada
Ano de início
Entree

"dois encontros entre o marxismo e América Latina"

Processo: 11/19181-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de janeiro de 2012 - 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Bernardo Ricupero
Beneficiário:Bernardo Ricupero
Instituição-sede: Centro de Estudos de Cultura Contemporânea (CEDEC). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/52480-5 - Linhagens de pensamento político e social brasileiro, AP.TEM
Assunto(s):Marxismo  América Latina 

Resumo

Este trabalho compara a relação entre o marxismo e a questão nacional nas obras do historiador brasileiro Caio Prado Jr. e do jornalista e militante peruano José Carlos Mariátegui. Com esse estudo procuro entender os problemas enfrentados pelo advento de um marxismo especificamente latino-americano. Parto da hipótese de que o pensamento de ambos se aproxima em três dimensões fundamentais. Em primeiro lugar, as reflexões do brasileiro e do peruano partem de uma formulação análoga da questão nacional: entendida como formação inconclusa da nação, obstaculizada pela permanência do legado colonial. Em segundo lugar, os dois autores se empregam o materialismo histórico como método de interpretação do real e não como sistema de categorias a ser aplicado a este último. Por fim, Caio Prado e Mariátegui ocuparam posições heterodoxas no interior do movimento comunista latino-americano, ao qual ambos pertenceram. Para empreender essa comparação fiz um cotejo das principais obras de ambos em torno de cinco temas comuns - a colônia, a independência política, a questão agrária, o imperialismo e a teoria da revolução - procurando explicar as diferenças entre Prado Jr. e Mariátegui a partir das discrepâncias entre seus respectivos contextos nacionais e históricos. (AU)