Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de polímeros de impressão molecular (MIPS) para extração em fase-sólida (MISPE) de maconha e cocaína (e metabólitos) em esgoto doméstico da ETE Parque Andreense (Santo André, SP) por técnicas de separação com detecção dad e espectrometria de massas

Processo: 10/20762-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2012 - 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Elizabete Campos de Lima
Beneficiário:Elizabete Campos de Lima
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Tratamento de esgotos sanitários  Recursos hídricos  Drogas ilícitas  Maconha  Cocaína  Espectrometria de massas 

Resumo

Poluentes emergentes são definidos como compostos orgânicos de origem variada podem ser encontrados em matrizes ambientais e biológicas e não são controlados pelas agencias regulatória. Apresentam potencial risco à saúde humana e ao meio ambiente. O Relatório Mundial sobre Drogas divulgado em agosto de 2010 mostra que no Brasil a cocaína é a segunda droga ilícita mais consumida depois da maconha. Essas drogas ilícitas são consideradas pseudo-persistentes no meio ambiente e por isso são consideradas como poluentes emergentes de interesse. Após o consumo, parte da droga na sua forma pura e seus metabólitos são eliminados via urina. Esse material é levado para estações de tratamento de esgoto e muitas vezes esse tratamento de esgoto não é eficiente e capaz de eliminar essa droga. O esgoto tratado é muitas vezes lançado em leitos de águas naturais (rios, córregos, etc.) contaminando esses recursos hídricos que estão escasseando. A toxicidade e o efeito cumulativo dessas substancias em ecossistemas ainda não foi estudada. O estudo da distribuição dessas drogas ilícitas em diferentes meios ambientes é de grande interesse científico. A ubiquidade dos diferentes compostos-alvo está diretamente relacionada com padrões locais de consumo de drogas. A medida dos valores de drogas ilícitas em águas de esgoto pode fornecer dados em tempo real para estimar o abuso de drogas ao nível da comunidade onde está localizada a estação de tratamento de esgoto e água. Com base no exposto a presente proposta visa a determinação de cocaína e maconha e seus respectivos metabólitos utilizando sistemas de pré-concentração em fase sólida com polímeros de impressão molecular (MISPE) em amostras de esgoto doméstico da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Parque Andreende no município de Santo André utilizando técnicas cromatográficas e eletroforéticas hifenadas com diferentes sistemas de detecção (DAD e MS). O número de indivíduos envolvidos com o uso de drogas ilícitas associado ao aumento da violência, do desemprego, problemas familiares, sociais e a falta de estudos e informações sobre a problemática de uso de drogas na cidade de Santo André foram fatores motivadores para a realização deste trabalho. Nesse contexto, a análise química para a verificação de cocaína, benzoilecgonina e cocaetileno em esgoto doméstico fornecerá subsídios para que medidas de controle e prevenção possam ser planejadas e executadas pelas autoridades locais tanto a nível de usuários como no monitoramento de recursos hídricos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, LUCIANA S.; HOMEM-DE-MELLO, PAULA; DE LIMA, ELIZABETE C.; HONORIO, KATHIA M. Rational design of molecularly imprinted polymers for recognition of cannabinoids: A structure-property relationship study. EUROPEAN POLYMER JOURNAL, v. 71, p. 364-371, OCT 2015. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.