Busca avançada
Ano de início
Entree

Melhoramento genético de Paspalum para sistemas intensivos de produção no estado de São Paulo: caracterização de acessos

Processo: 11/20558-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2012 - 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagens e Forragicultura
Pesquisador responsável:Patricia Menezes Santos
Beneficiário:Patricia Menezes Santos
Instituição-sede: Pecuária Sudeste. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados:Alberto Carlos de Campos Bernardi ; Alessandra Pereira Fávero ; Alexandre Berndt ; Alexandre Mendonça Pedroso ; Ana Rita de Araujo Nogueira ; Beatriz Lempp ; Bianca Baccili Zanotto Vigna ; Francisco Humberto Dübbern de Souza ; Frederico de Pina Matta ; Gilberto Batista de Souza ; José Ricardo Macedo Pezzopane ; Marcos Rafael Gusmão ; Mário Massayuki Inomoto ; Nelson Sidnei Massola Júnior ; Rodolfo Godoy ; Teresa Cristina Alves ; Waldomiro Barioni Júnior
Bolsa(s) vinculada(s):12/16314-1 - Caracterização bromatológica e reprodutiva e obtenção de poliplóides sintéticos de Paspalum, BP.TT
12/11911-1 - Caracterização agronômica e resistência a fatores abióticos de acessos de Paspalum, BP.TT
Assunto(s):Plantas forrageiras  Melhoramento genético vegetal  Germoplasma vegetal  Paspalum 

Resumo

O Brasil possui cerca de 180 milhões de hectares usados na produção pecuária. Desta área, 60 a 80% são ocupadas em pastagens cultivadas por espécies exóticas das quais mais de 85% pertencem ao gênero Brachiaria, o que demonstra a vulnerabilidade genética de nosso sistema pecuário sob pastagem. Considerado por vários autores como o mais importante gênero da família Poaceae nas Américas, o gênero Paspalum reúne o maior número de espécies nativas brasileiras de bom valor forrageiro. Por serem nativas oferecem menores riscos de provocar desequilíbrio ecológico com a introdução de doenças e pragas desconhecidas quando utilizadas em culturas extensivas como gramados e pastagens. Embora o Brasil situe-se entre os países com maior diversidade genética de Paspalum disponível para pesquisa agrícola e correlata, o uso desta é ainda incipiente. A diversidade genética de uma espécie vegetal, que é premissa básica para o melhoramento, pode ser estimada em vários níveis como caracterização agronômica, morfo-anatômica, molecular, resistência a fatores bióticos e abióticos, que permitem gerar uma grande quantidade de informações sobre potencial das plantas para o melhoramento genético, visando à obtenção de novas variedades forrageiras. A presente proposta visa avaliar acessos do Banco Ativo de Germoplasma Paspalum ainda não avaliados quanto a componentes agronômicos, resistência a fatores bióticos e abióticos, caracterização molecular, reprodutiva e morfo-anatômica, bem como poliploidizar acessos sexuais, no intuito de utilizá-los nos programas de melhoramento genético per se ou como genitores em cruzamentos futuros. (AU)