Busca avançada
Ano de início
Entree

Refinamento cronológico da última deglaciação em registros da margem continental brasileira

Processo: 11/21779-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2012 - 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Geológica
Pesquisador responsável:Felipe Antonio de Lima Toledo
Beneficiário:Felipe Antonio de Lima Toledo
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Fabiane Sayuri Iwai
Assunto(s):Paleoceanografia  Foraminifera 

Resumo

As espécies do plexo menardii (Globorotalia menardii menardii; G. menardii flexuosa, G. menardii tumida e G. menardii fimbriata) são um dos principais indicadores dos limites glacial/interglacial no oceano Atlântico durante o Quaternário. Este plexo encontra-se presente durante intervalos interglaciais e raros ou ausentes durante intervalos glaciais. Desde a primeira observação por Schott (1935) em sedimentos marinhos, os limites baseados nestas espécies são empregados em biozoneamentos e sua última recuperação associada ao inicio do Holoceno (~ 11.000 anos atrás). O plexo menardii foi drasticamente reduzido durante o último glacial e sua população se recuperou com o estabelecimento de condições favoráveis. Dados preliminares demonstram diacronismo neste restabelecimento do plexo menardii ao longo da margem brasileira. O presente estudo pretende explicar o restabelecimento do plexo menardii ao longo da margem continental brasileira durante o último evento deglacial e investigar quais processos oceanográficos atuaram durante o glacial e interglacial. (AU)