Busca avançada
Ano de início
Entree

Alianças estratégicas contratuais: a relação entre a capacitação relacional e os atributos e desempenho das transações

Processo: 11/23770-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2012 - 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Pesquisador responsável:Walter Bataglia
Beneficiário:Walter Bataglia
Instituição-sede: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Adilson Aderito da Silva ; Andréa Paula Segatto ; Claudia Fernanda Franceschi Klement ; Paulo Tromboni de Souza Nascimento
Assunto(s):Alianças estratégicas 

Resumo

Uma aliança estratégica contratual é um relacionamento cooperativo de longo prazo entre firmas autônomas que compartilham recursos complementares para a realização de atividades conjuntas, gerenciadas via contrato formal e dispositivos de coordenação. Essa forma organizacional híbrida torna a fronteira das firmas parceiras menos definida em razão dos fluxos bidirecionais de informações, conhecimento e pessoas e da modificação ou criação de rotinas e capacitações organizacionais. O objetivo desta pesquisa é contribuir para o entendimento da relação entre os atributos e desempenho das transações de aliança e a capacidade relacional. Optou-se pelo desenvolvimento da pesquisa no setor farmacêutico brasileiro, segmento de saúde humana, pela sua importância, incluído na PITCE - Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior, em 2004, e pela ocorrência desse tipo de arranjo organizacional. A população da pesquisa é o conjunto de empresas que têm como atividades o desenvolvimento e/ou produção de medicamentos para saúde humana com fins lucrativos. As empresas serão identificadas a partir da base de dados da ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, chamada Bulário Eletrônico e pelo diretório de empresas de biociências desenvolvido pela Fundação BioMinas e PWC. Serão desenvolvidas escalas para mensuração dos construtos e serão colhidos dados primários de gestores das áreas de novos negócios, inovação e P&D. Os dados serão tabulados e analisados a partir da técnica estatística de modelagem de equações estruturais. Espera-se que os resultados do trabalho possam favorecer o aprimoramento da gestão de alianças e a integração das abordagens de economia organizacional e de capacitações organizacionais. (AU)