Busca avançada
Ano de início
Entree

Qualidade da madeira de Guanadi (Calophyllum brasiliense Camb.) proveniente de plantio puro

Processo: 07/58708-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de setembro de 2008 - 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Pesquisador responsável:Ricardo Marques Barreiros
Beneficiário:Ricardo Marques Barreiros
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental de Itapeva. Itapeva , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):11/02240-3 - Qualidade da madeira de guanandi (Calophyllum brasiliense Camb.) proveniente de plantio puro, BP.IC
09/02364-4 - Qualidade da madeira de guanandi (Calophyllum brasiliense Camb.) proveniente de plantio puro, BP.IC
09/01825-8 - Qualidade da madeira de GUANANDI(Calophyllum brasiliense Camb.) proveniente de plantio puro, BP.TT
Assunto(s):Tecnologia da madeira  Controle da qualidade  Anatomia vegetal 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_41_72_72.pdf

Resumo

As populações de guanandi (Calophyllum brasiliense Cambessedes), espécie nativa no Brasil e primeira madeira de lei do país, estiveram expostas à devastação, tanto pela extração ilegal de madeira quanto pela pressão de ocupação nas mesmas áreas de sua ocorrência. Sua madeira pode ser usada em construções civil e naval, marcenaria, parquetes, mourões, laminados decorativos, entre outros usos. Normalmente, a literatura traz dados gerais sobre as características da madeira dessa espécie, mas não informa determinadas variáveis antecessoras, que são de extrema importância, tais como material genético, procedência, localização geográfica, idade, espaçamento, localização na árvore, tipo de manejo, sítio e outras mais que geralmente influenciam na formação da madeira. Dessa forma, propõe-se analisar um material em que todas essas variáveis serão informadas e fixadas, com o propósito de diminuir a variabilidade e aumentar a confiança nos resultados. O estudo visa caracterizar o xilema de Calophyllum brasiliense (guanandi) com 11 anos de idade, proveniente de plantio puro, com espaçamento 4,0 m x 2,5 m, localizado numa área da empresa Bemeck Florestal, em Adrianópolis, Estado do Paraná, Brasil. Serão amostradas, aleatoriamente, dez espécimes dentro de uma população de 110 árvores, excluindo a bordadura. Pretende-se analisar esse material, sob o ponto de vista dendrométrico, anatômico, físico, químico e tecnológico, verificando a real possibilidade de utilização mediante a qualidade de sua madeira, já que se trata de uma espécie de grande potencial comercial. (AU)