Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução de diversidade merística e morfométrica no Autopódio de Squamata: padrões, processos e mecanismos

Processo: 11/18868-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2012 - 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Tiana Kohlsdorf
Beneficiário:Tiana Kohlsdorf
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Renata Brandt Nunes
Auxílios(s) vinculado(s):12/51012-6 - Morfologia e fisiologia comparadas entre duas das famílias mais especiosas de lagartos neotropicais: Liolaemidae versus Tropiduridae, AP.R
Bolsa(s) vinculada(s):14/07675-6 - Treinamento técnico do auxílio de pesquisa: evolução de diversidade merística e morfométrica no Autopódio de Squamata: padrões, processos e mecanismos, BP.TT
13/24867-3 - Evolução de diversidade merística e morfométrica no Autopódio de Squamata: padrões, processos e mecanismos, BP.TT
13/05344-0 - Treinamento técnico do auxílio: evolução de diversidade merística e morfométrica no autopódio de Squamata: padrões, processos e mecanismos, BP.TT
12/15326-6 - Treinamento técnico do auxílio: evolução de diversidade merística e morfométrica no Autopódio de Squamata: padrões, processos e mecanismos, BP.TT
12/11018-5 - Treinamento técnico no projeto 'evolução de diversidade merística e morfométrica no Autopódio de Squamata: padrões, processos e mecanismos', BP.TT
Assunto(s):Squamata  Desenvolvimento motor 

Resumo

A origem evolutiva do autopódio (região distal dos apêndices pareados de Tetrapoda, composta por metatarsos/metacarpos e falanges) constitui uma das principais adaptações associadas à transição do hábito aquático para a vida em ambientes terrestres nos animais vertebrados. Apesar de sua origem única, o autopódio é uma estrutura bastante diversificada nas diversas linhagens atuais de Tetrapoda, sendo particularmente variável em alguns clados, como Squamata. A presente proposta de pesquisa objetiva identificar a variação morfológica (merística e morfométrica) do autopódio em quatro grandes linhagens de Squamata, relacionando os padrões evolutivos identificados com aspectos ecológicos (uso diferencial de habitats e microhabitats) e funcionais (desempenho em diferentes atividades de locomoção), e com possíveis alterações subjacentes em mecanismos moleculares de desenvolvimento embrionário. O desempenho locomotor de espécies com diferentes morfologias de autopódio será testado nas atividades de corrida, salto, escalada e enterramento. Quanto à inferência de alterações em mecanismos subjacentes de desenvolvimento embrionário, fragmentos de regiões regulatórias e codificantes de genes expressos durante a formação do autopódio no embrião serão sequenciados em linhagens específicas, e ferramentas de bioinformática serão utilizadas para testar possíveis associações entre as variações observadas nas sequencias de nucleotídeos e os padrões identificados de morfologia do autopódio. O projeto proposto baseia-se em uma abordagem bastante integrativa que busca estabelecer possíveis inter-relações entre padrões morfológicos, processos evolutivos e mecanismos moleculares subjacentes no cenário de evolução da diversidade fenotípica do autopódio em linhagens de Squamata. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMACHO, AGUSTIN; RECODER, RENATO; TEIXEIRA, JR., MAURO; KOHLSDORF, TIANA; RODRIGUES, MIGUEL TREFAUT; LEE, MICHAEL S. Y. Overcoming phylogenetic and geographic uncertainties to test for correlates of range size evolution in gymnophthalmid lizards. ECOGRAPHY, v. 40, n. 6, p. 764-773, JUN 2017. Citações Web of Science: 1.
ROTHIER, PRISCILA S.; BRANDT, RENATA; KOHLSDORF, TIANA. Ecological Associations of Autopodial Osteology in Neotropical Geckos. Journal of Morphology, v. 278, n. 3, p. 290-299, MAR 2017. Citações Web of Science: 2.
BRANDT, RENATA; DE BARROS, FABIO CURY; NORONHA, CAROLINA; JOSE TULLI, MARIA; KOHLSDORF, TIANA. Sexual differences in locomotor performance in Tropidurus catalanensis lizards (Squamata: Tropiduridae) - body shape, size and limb musculature explain variation between males and females. Biological Journal of the Linnean Society, v. 118, n. 3, p. 598-609, JUL 2016. Citações Web of Science: 5.
ABDALA, VIRGINIA; GRIZANTE, MARIANA B.; DIOGO, RUI; MOLNAR, JULIA; KOHLSDORF, TIANA. Musculoskeletal anatomical changes that accompany limb reduction in lizards. Journal of Morphology, v. 276, n. 11, p. 1290-1310, NOV 2015. Citações Web of Science: 7.
SINGARETE, MARINA E.; GRIZANTE, MARIANA B.; MILOGRANA, SARAH R.; NERY, MARIANA F.; KIN, KORYU; WAGNER, GUENTER P.; KOHLSDORF, TIANA. Molecular evolution of HoxA13 and the multiple origins of limbless morphologies in amphibians and reptiles. GENETICS AND MOLECULAR BIOLOGY, v. 38, n. 3, p. 255-262, 2015. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.