Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de um período de treinamento físico resistido na pressão arterial de idosos hipertensos: influência do polimorfismo da enzima conversora de angiotensina

Processo: 11/23830-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2012 - 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Ricardo Jose Gomes
Beneficiário:Ricardo Jose Gomes
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Pesq. associados:Patricia Chakur Brum
Assunto(s):Treinamento físico  Hipertensão  Peptidil dipeptidase A  Idosos 

Resumo

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença de difícil controle, que em nosso país acomete cerca de 22 a 44% da população. O envelhecimento, além de aumentar a suscetibilidade à HAS, também promove perda de massa muscular[1-3], aumentando, assim, o risco de quedas na terceira idade. Por outro lado, o exercício físico resistido está diretamente relacionado com o aumento ou manutenção da força muscular na terceira idade. No entanto, não há ainda na literatura um consenso sobre sua efetividade no tratamento da HAS. Existem vários fatores desencadeantes da HAS, dentre eles podemos citar o estilo de vida sedentário, tabagismo, etilismo, sobrepeso, alterações genéticas, como por exemplo, o polimorfismo da enzima conversora de angiotensina I (ECA), entre outros. Além de ser um fator desencadeante da HAS, o polimorfismo da ECA pode interferir na resposta ao tratamento da HAS. Portanto, o objetivo deste estudo será verificar o efeito do treinamento físico resistido na pressão arterial de idosos hipertensos. Além disso, verificar se as respostas observadas na pressão arterial dos indivíduos estão associadas aos diferentes genótipos da ECA. A hipótese do presente estudo é que idosos hipertensos submetidos a um período de treinamento físico resistido apresentarão diminuição da pressão arterial e que a magnitude dessa diminuição apresentará correlação com o genótipo da ECA, ou seja, indivíduos portadores do polimorfismo D/D da ECA apresentarão as menores quedas na pressão arterial, após o período de treinamento físico resistido. Para fornecer dados adicionais, relacionando a capacidade de resposta ao treinamento resistido e o genótipo da ECA, além de avaliar o efeito desse tipo de treinamento na pressão arterial dos indivíduos hipertensos, serão realizadas diferentes análises bioquímicas, pré e pós período de treinamento físico resistido. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MONTREZOL, FABIO T.; MARINHO, RODOLFO; DA MOTA, GLORIA DE F. A.; D'ALMEIDA, VANIA; DE OLIVEIRA, EDILAMAR M.; GOMES, RICARDO J.; MEDEIROS, ALESSANDRA. ACE GENE PLAYS A KEY ROLE IN REDUCING BLOOD PRESSURE IN THE HYPERINTENSIVE ELDERLY AFTER RESISTANCE TRAINING. JOURNAL OF STRENGTH AND CONDITIONING RESEARCH, v. 33, n. 4, p. 1119-1129, APR 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.