Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da progressão de lesões de erosão após irradiação com Laser de Nd:YAG

Processo: 11/17699-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2012 - 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Ana Cecília Corrêa Aranha
Beneficiário:Ana Cecília Corrêa Aranha
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Erosão dentária  Terapia a laser de alta intensidade  Laser do estado sólido  Perfilometria 

Resumo

Com o intuito de avaliar, através da perfilometria ótica, a progressão das lesões de erosão após terapia com laser de Nd:YAG e flúor, serão utilizados 120 dentes bovinos unirradiculares, submetidos à profilaxia cujas raízes serão removidas das coroas com auxílio de disco diamantado dupla face em baixa rotação. Após o desgaste superficial da face vestibular da coroa, os dentes serão posicionados em cortadeira metalográfica para secção de quadrados de dentina (4x4x2 mm). As amostras serão incluídas em resina acrílica e o conjunto polido com lixas abrasivas e disco de feltro e pasta de diamante. Em seguida, os espécimes serão lavados com água deionizada e submetidos a um banho de ultrassom por 3min. Em seguida, as superfícies polidas receberão uma fita adesiva de UPVC, que deixará uma janela central de 4x1mm exposta. Para induzir a erosão ácida in vitro, as amostras serão inseridas duas vezes ao dia durante 5 dias, em 80 ml de solução de ácido cítrico 0.05M (Ácido cítrico monohidratado - C6H8O7 . H2O); M=210,14g/mol) pH 2.3 em temperatura ambiente por 20 minutos. Após este período, acredita-se na formação de uma lesão de erosão. Dessa forma, será realizada a segunda leitura pelo perfilômentro das lesões de erosão formadas (Per-2). Com as lesões existentes, as amostras serão então separadas em 8 grupos (n=15): G1. controle (sem tratamento), G2: Flúor fosfato acidulado (F), G3: Nd:YAG (Power LaserTM ST6, Lares Research), - em modo contato, pulsado, focalizado, perpendicular, fibra de 400 mm (L) (protocolo 1: 0,5W/10Hz, 10s, 50J, 41,66J/cm2), G4: Nd:YAG (protocolo 2: 0,75W/10Hz, 10s, 75J, 62,50J/cm2),G5: Nd:YAG (protocolo 3: 1W/10Hz, 10 s, 50J, 83,33J/cm2), G6: (F) +L1, G7: (F) +L2, G8: (F) +L3. Após os tratamentos, os grupos serão submetidos a novos desafios ácidos, para que as amostras sejam avaliadas ao final do 3º e 5º. desafios (Per-3 e Per-4, respectivamente).Após ciclagem, a fita adesiva será removida e a superfície teste será analisada com um perfilômetro ótico (Proscan 2100, Scantron), para a determinação da perda de superfície. Os valores obtidos serão submetidos à análise estatística para determinação da homogeneidade e normalidade da amostra. A partir desta análise será escolhido o teste estatístico mais adequado para a comparação entre os grupos experimentais realizados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JOAO-SOUZA, SAMIRA HELENA; CARDOSO BEZERRA, SAVIO JOSE; BORGES, ALESSANDRA BUEHLER; ARANHA, ANA CECILIA; SCARAMUCCI, TAIS. Effect of sodium fluoride and stannous chloride associated with Nd:YAG laser irradiation on the progression of enamel erosion. Lasers in Medical Science, v. 30, n. 9, p. 2227-2232, DEC 2015. Citações Web of Science: 5.
JOAO-SOUZA, SAMIRA HELENA; SCARAMUCCI, TAIS; HARA, ANDERSON T.; CORREA ARANHA, ANA CECILIA. Effect of Nd:YAG laser irradiation and fluoride application in the progression of dentin erosion in vitro. Lasers in Medical Science, v. 30, n. 9, p. 2273-2279, DEC 2015. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.