Busca avançada
Ano de início
Entree

Hidrogeoquímica e hidrologia isotópica das águas subterrâneas do Aquífero Serra Geral no estado de São Paulo

Processo: 12/00241-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Didier Gastmans
Beneficiário:Didier Gastmans
Instituição-sede: Centro de Estudos Ambientais (CEA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados:Amauri Antonio Menegário ; Chang Hung Kiang
Assunto(s):Hidrogeologia  Hidrogeoquímica  Águas subterrâneas  Aquíferos  Isótopos  Petrografia  Basalto 

Resumo

Aquíferos associados a rochas basálticas representam importante fonte de suprimento de água subterrânea em diversas regiões do globo, em razão da baixa salinidade de suas águas além do grande volume de água armazenada nessas unidades, relacionado a grande extensão territorial que os derrames de lavas vulcânicas normalmente ocupam e as espessuras que esses pacotes possuem. Em território brasileiro extenso evento magmático, ocorrido no início do Mesozoico na Bacia Sedimentar do Paraná, representado pelos basaltos da Formação Serra Geral, constitui importante aquífero em sua área de ocorrência. Na região oeste do estado de São Paulo as águas subterrâneas provenientes do Aquifero Serra Geral (ASG) são responsáveis pelo abastecimento de inúmeras cidades assentadas sobre essa unidade. O presente projeto tem por objetivo principal o estudo hidroquímico e isotópico das águas subterrâneas do ASG no Estado de São Paulo, buscando estabelecer as reações químicas que ocorrem no interior do aquífero associadas à interação água-rocha, e que imprimem as características hidroquímicas observadas nas águas subterrâneas da unidade, bem como avaliar condições climáticas pretéritas da época da recarga dessas águas, em função das variações dos conteúdos em isótopos estáveis observados. Esse estudo envolve a realização de análises químicas e isotópicas das águas subterrâneas, além de estudos petrográficos e mineralógicos das rochas basálticas que constituem a unidade, e para o tratamento dessas informações é proposta a aplicação de métodos gráficos e estatísticos (uni e multivariados), bem como cálculos de especiação e modelagem geoquímica, com a utilização de softwares específicos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GASTMANS, DIDIER; MENEGARIO, AMAURI ANTONIO; HUTCHEON, IAN. Stable isotopes, carbon-14 and hydrochemical composition from a basaltic aquifer in Sao Paulo State, Brazil. ENVIRONMENTAL EARTH SCIENCES, v. 76, n. 4 FEB 2017. Citações Web of Science: 1.
GASTMANS, DIDIER; HUTCHEON, IAN; MENEGARIO, AMAURI ANTONIO; CHANG, HUNG KIANG. Geochemical evolution of groundwater in a basaltic aquifer based on chemical and stable isotopic data: Case study from the Northeastern portion of Serra Geral Aquifer, Sao Paulo state (Brazil). Journal of Hydrology, v. 535, p. 598-611, APR 2016. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.